Educação Cívica nas escolas da Espanha

Redação Lado A 19 de Julho, 2006 15h47m

COMPARTILHAR


A partir de 2007, será implantada na grade escolar espanhola uma nova disciplina que visa orientar os alunos sobre a diversidade na estrutura familiar. A matéria chamada “Educação Cívica”, que terá a mesma importância das disciplinas de línguas e matemática, corresponde a uma iniciativa parlamentar aprovada neste mês de julho naquele país. Uma realidade já existente em alguns países europeus.


Em “Educação Cívica”, as crianças, do ultimo ano do primário e primeiro ano do secundário, aprenderão que ter pais do mesmo sexo é tão comum quanto ter pais de sexos diferentes. Como é lei, todos os colégios devem adotar essa determinação. E em forma de protesto, as instituições mais conservadoras anunciaram que elas próprias organizarão as aulas e as apostilas.


O importante é que de uma forma ou de outra os jovens aprenderão desde cedo a não discriminar os homossexuais. E isso já é um grande avanço. Pois, a boa educação é a chave de evitar futuros homofóbicos. Não é de hoje que percebemos que os países da Europa estão bem adiantados em relação a esse assunto comparados ao Brasil. O mais próximo disso que chegamos, foi com aquela iniciativa governamental a fim de orientar os professores de como devem tratar os alunos com ‘tendências’ homo afetivas em classe.


Mas, mesmo não tendo uma lei tão importante quanto essa, nosso país acaba de liberar o beijo gay para adolescentes na telinha. Tudo bem, não é lá grande coisa, mas… O Ministério da Justiça – órgão responsável por classificar programas de televisão – entende que beijo é beijo, seja hetero ou gay. Por isso, as versões lésbicas e gays do programa “Beija Sapo”, apresentado por Daniella Cicarelli e transmitido pela MTv Brasil (sextas às 19h), estão liberadas para o público de todas as idades.


Segundo um grupo de analistas, o programa de Cicarelli não apresenta nenhuma inadequação e dessa forma não pode ser contra-indicado para menores de 10 anos. Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, cogitou-se pelo ministério inaugurar a nova classificação de 10 anos com o “Beija Sapo Gay”. Porém, essa classificação já foi lançada há mais de uma semana e, pelo que eu saiba, não teve versão homo do “Beija Sapo” além daquelas já exibidas.


Será que já podemos acreditar que aos poucos estamos ganhando o respeito que buscamos? Espero que sim, todos já devem ter percebido o quanto sou otimista nesses aspectos. Sempre sonho alto. Uma amiga diz que é por eu ser aquariano. Não sei, não entendo muito de signos. Mas, isso não muda o fato de que aceitar o beijo gay, como se não fosse gay, já é um avanço para uma sociedade tão machista e conservadora. Mesmo parecendo bobo, para alguns, ter de fazer análises para isso.


Quem sabe um dia nossos alunos estejam aprendendo o mesmo?

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS