Arquivo

Os atletas brasileiros mais gatos das Olimpíadas de Pequim

Redação Lado A 26 de Julho, 2008 05h37m

COMPARTILHAR


Diversos atletas brasileiros representam o país no maior evento poli esportivo do mundo: As Olimpíadas. Com sede na cidade de Pequim, na China, entre 8 e 24 de agosto, os atletas brasileiros mostrarão todos os seus talentos após meses de preparação e seletivas. Para parabenizar o empenho deles, a Revista Lado A selecionou em sites pessoais, oficiais e blogs os mais bonitos e apresenta uma pequena biografia dos gatões que nos representam lá fora.

No atletismo, o gato Anselmo Gomes da Silva (01) representa o Brasil nos 110 metros com barreiras. Paulista, de 29 anos, o grandalhão de 1.88m tem 84 kg e um par de pernas que deixa qualquer gay louco. Nascido em Brasília, Hugo Parisi (02), com seus 63 kg distribuídos em 1,71m de altura, tem 24 anos e representa nosso país na categoria Saltos Ornamentais – Plataforma de 10m.

Na luta em busca da medalha de ouro, o atleta Márcio Wenceslau (03), estreante nas Olimpíadas, representa o Brasil no Taekwondo. Com 1,65m e 58 kg, o paulistinha de 28 anos emana charme com sua cara de pagodeiro.

O judô está muito bem representado. O baixinho João Derly (04) de 1,63m e 66 kg é gaúcho e arranca suspiros com seu rostinho meigo. Tem 27 anos e compete na categoria meio leve. Já o carioca João Gabriel Schlittler (05), de quase 2m de altura, é de tirar o fôlego. Com 110 kg e um corpo bem estruturado, o gigante de 23 anos compete na categoria pesado. Leandro Guilheiro (06), concorrendo na categoria leve, tem 1,76 m e 73 kg. Paulistano de 24 anos, o gato foi à primeira olimpíada em 2004 e agora busca novamente a tão sonhada medalha. Tem também o veterano Flávio Canto (07), 1,79, 81kg, 33 anos, bronze para o Brasil em Atenas é também destaque da nossa seleção.

Na natação, diversos sãos os corpos que nos deixam orgulhosos de sermos brasileiros. O baiano Allan do Carmo (08) tem a cor do pecado. Baixinho de 1,68m, o moreno tem 60 kg e apenas 18 anos. Compete na categoria 10 km maratona aquática. O catarinense Eduardo Deboni (09) é estreante nas Olimpíadas. Com 1,90 m, 84 kg e 26 anos o grandalhão compete na categoria 4×100 m livre e tem pinta de modelo. Guilherme Guido (10), de 21 anos, tem 1,94m e 98 kg. Compete no 100m costas medley, tem corpo malhado e uma carinha de malandro.

O sorriso de Henrique Barbosa (11) é de iluminado. Mineiro de 1,96m e 99 kg, o gato de 24 anos busca a medalha na categoria 100m peito medley. Já o paulista de Ribeirão Preto, Nicolas Santos (12), de 1,90m e 87 kg, tem um corpo escultural. Estreante nas Olimpíadas, o gato de 28 anos que ganhou prata no Pan compete na categoria 50m livre. Outro mineiro que representa o país é Rodrigo Castro (13), com 30 anos, 1,84m e 81 kg, o veterano em competições olímpicas compete na categoria 200 m livre. Thiago Pereira (14), também estreante nas Olimpíadas, é mineiro, tem 22 anos, 1,86m e 77 kg. E Lucas Salatta (15) com 21 anos, 1, 78 m e 79 kg, disputa os 200m costas, em sua segunda Olimpíada.

A beldade que representa o esporte que é a paixão nacional é o jogador Diego Ribas da Cunha (16), nascido em Ribeirão Preto, São Paulo. O jogador tem 23 anos, 1,74m e 76 kg e compete pela primeira vez nos Jogos Olímpicos.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS