Arquivo

Como esquentar o seu namoro ou casamento e fugir da mesmice

Redação Lado A 19 de Setembro, 2008 07h35m

COMPARTILHAR


Se você é daqueles que acham que a maioria das relações acaba fora de casa, está enganado. A maior parte dos relacionamentos termina dentro de casa e o maior vilão é a rotina, o desgaste de namoros e casamentos. Tudo começa com uma irritação que se torna freqüente. Muitas vezes, pensa-se que é um estresse do companheiro, que é algo que passa, mas, por se prolongar demais, por uma agressividade excessiva ou então falta de interesse do outro, percebe-se: o navio está afundando.


É comum as pessoas dizerem que o encanto acabou, que não é mais a mesma coisa, que não amam mais. Um fato natural é que os assuntos e a empolgação diminuem e dão lugar a um relacionamento maduro e inteligente.  Por isso, é preciso discutir o presente e o futuro, conhecer bem o parceiro e surpreender sempre.


Faça a manutenção da sua relação
Assim como a vida, os relacionamentos devem ter metas e planos para curto, médio e longo prazo. Atingir metas como viagens, compras de bens e acertos pessoais nas carreiras ou estudos são cruciais para que os dois vejam que tudo está dando certo e que a parceria é de sucesso. Por isso, devem trabalhar juntos e terem orgulho do que constroem JUNTOS.

O sexo, muitas vezes se torna cada vez mais raro ou cai como obrigação ou mesmo sai da vida do casal. Para fugir das desculpas, e até mesmo da temida traição, o casal deve ser criativo, tanto no que se diz respeito à cama quanto em novas experiências. A abertura do casamento é um tabu, e deve ser mantido assim se as pessoas não imaginarem esta possibilidade. Melhor mesmo é usar este artifício em último caso ou se percebido que a relação a dois não funciona mais. Nesse ponto é preciso ver se vale mesmo a pena continuar uma relação, já que se a dois é complicado, com mais gente é bem mais. Em todo caso, abra a relação aos poucos, permitindo primeiro que outro assista, depois que participe, tentando prologar a participação efetiva do terceiro elemento. Crie regras claras para evitar o ciúme ou sentimento de traição como nunca repetir o convidado ou não beijar.

O sexo deve ter pitadas de novidades, para isso, os sexshops são locais muito inspiradores. Se já transou em todos os lugares da casa e posições existentes, busque novos locais, horários e tente incluir brinquedinhos, sabores e texturas novas. Fantasias sexuais também são bem-vindas. Vida saudável na cama é 50% de um bom relacionamento mas não é tudo.

Todo mundo gosta de presentes e surpresas. Busque então valorizar o seu parceiro, dentro das suas possibilidades, e comemorar cada aniversário de namoro. Diga e demonstre o quanto ama e sempre discuta, se possível antes das crises, como agirão quando elas chegarem. Mantenham sempre o respeito. Crie laços sociais como apresentar os pais, freqüentar igrejas e grupos fixos, a fim de criar um compromisso social, já que a família é a base da sociedade. Lembre-se: o romantismo nunca morreu. Chega a ser brega mas flores, cartões, serenatas, bombons e presentes todo mundo ama, ainda mais quando for de surpresa.

Quando tudo estiver tenso, nada melhor que uma boa piada ou lembrar as coisas engraçadas que passaram para descontrair.

Conversa franca
É preciso que o casal converse abertamente sobre todos os assuntos e que cada um ceda um pouco para fazer o outro feliz. Esta dica vale tanto para um fazer o que não gosta para satisfazer o outro quanto na hora de escreverem o que pode e o que não pode na relação. Mas não se pode ceder somente ou forçar situações que não são confortáveis para o outro. É normal sempre afirmarem que está tudo bem mas se você notar que algo está errado, é preciso agir antes que seja tarde demais. Dar ou pedir um tempo pode ser o decreto de morte para o amor.

Vale tudo
No amor e na guerra vale tudo. Então, se você quer continuar com o seu parceiro, tente de novo e de novo, até que a relação volte a esquentar. Não se culpe ou pense que algo está errado com você, tente, dê o melhor de si, busque mudar, mas não sacrifique os seus sonhos. Se a pessoa não reagir, não se prenda a uma história e busque a sua felicidade, mas seja sincero com a outra pessoa e cobre o mesmo. Pode doer mas é preciso descobrir a hora de parar de insistir se a distância e as brigas estão consumindo a sua felicidade e sanidade, se você tentou de tudo e não conseguiu nada. Não se prenda ao amor idealizado e seja prático, busque o amor que funciona e que ira durar pois ele traz frutos e felicidade. Se você não está certo do que quer, fale abertamente, mas não cobre que a pessoa concorde, mas peça que a pessoa exponha o que ela deseja, avalie e firme um compromisso. Saber amar é realmente deixar alguém te amar. Se ela não busca o mesmo que você, não se iluda. As pessoas podem mudar com o tempo mas geralmente o que elas buscam é sempre o mesmo: carinho, prazer, segurança e atenção. Veja esses pontos na relação de vocês e busque trabalhar os pontos fracos.


Fora de casa
Ao contrário do que as pessoas pensam, a rotina de quem mora junto ou se vê muito dentro de casa pode causar efeito contrário. Não se deve temer a convivência com os outros. Cada um deve sair com seus amigos, o casal deve sair de casa junto sempre que possível, praticar esportes juntos, academia, e manter o companheirismo. Casais de amigos devem freqüentar a casa e a confiança tende a fortalecer os laços entre os dois. O casal deve saber como ser informal e despojado, esquecer o lado sexual na maior parte do tempo e buscar construir a cada dia momentos agradáveis juntos.


Tratamento de choque
Uma terapia de casal não está descartada mas normalmente as respostas são óbvias. Os parceiros sempre externam o que os incomoda. Nesse momento é preciso haver humildade e cumplicidade na busca das soluções. Não busque a culpa ou culpados. O que tiver de ser irá acontecer, então deixe a ansiedade de lado e tenha foco no dia-a-dia, procurando melhorar os pontos críticos. Tente não sufocar o outro com muitas reclamações ou pedidos de mudança. Aceite o outro como ele é, pois você também tem defeitos. É preciso que os dois vejam a sorte que têm de estarem juntos e ter a certeza que assim eles são mais fortes para enfrentar os preconceitos e desafios da vida de um casal do mesmo sexo.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS