Arquivo importado

Primeiro Encontro

Redação Lado A03 de Dezembro, 200820h54m

COMPARTILHAR


Refletindo sobre os primeiros encontros que temos durante nossas fatigantes buscas pelo cara ideal e como padecemos com isso, até o momento que conseguimos levar tudo na mais perfeita esportiva cheguei a conclusão que as pessoas não fazem idéia de como são cansativas as preliminares para que ocorram esses encontros. Quando digo preliminares, estou me referindo aos preparativos que fazemos para que seja o mais perfeito possível e que dessa vez seja o cara ideal.

Primeiramente. você escolhe qual será o melhor lugar para sair com ele. As vezes escolher o lugar já irá avaliar todo o resto, pois devemos escolher o lugar de acordo com o companheiro. Como assim? Não devemos levar nosso novo affair surfista em um restaurante badalado chiquérrimo, pois ele pode se sentir um peixe fora d´agua e o pior, vir a dar um banho de água fria no nosso entusiasmo; mas também não devemos levar nosso novo “amigo” em um lugar que não conhecemos, do tipo “Aproveitei o momento para conhecermos juntos esse novo restaurante de comida crua, última moda na Europa. Que tal uma sopinha de capim?” Deixemos as novas descobertas para curtirmos juntos com nossos amigos, pois eles irão adorar estar em nossa companhia e tudo pode vir a ser razão de brincadeira, inclusive se descobrir que o restaurante é horrível.

Escolhido o lugar, a segunda dúvida cruel: Com que roupa eu vou? Para nós homens essa deveria ser a menos difícil das situações, mas quando decidimos nos encontrar com alguém é porque queremos deixar o parceiro interessado, ou pelo menos não deixar uma má impressão sobre a nossa pessoa, pois todos conhecemos as perspectivas: uma pessoa satisfeita fala para no máximo um melhor amigo, mas um insatisfeito conosco vai queimar nosso filme legal com pelo menos outros dez. Se vão falar de mim de qualquer jeito, que falem ao menos bem!

E temos de escolher uma roupa que valorize aquilo que temos de melhor e disfarce o que não está tão em ordem assim. E meu Deus, que não seja um daqueles dias em que parece que nada fica bom, que nada combina com nada e mesmo com um armário lotado, ainda sentimos que não temos nenhuma roupa que sirva. E isso não digo somente de quem é gordinho, alto ou baixinho demais, não, tem dias que parece que nada encaixa mesmo. Acredito que o Brad Pitt deve ter um dia desses pelo menos uma vez no ano. Pelo menos é o que espero, senão, me mato!

Geralmente a roupa nós escolhemos antes do banho, pois no banho vem as dúvidas adjacentes: E se transarmos? Será que está tudo em cima? Digo isso sexualmente falando. É ai que começam mais dúvidas, pois muitos hoje em dia já transam no primeiro encontro, e isso confesso que é bem complicado para mim. Sexo para mim deve ser seguido de contato físico e emocional, além de uma cumplicidade entre dois homens. É claro que não fujo de um sexo sem compromisso e sem contato emocional, mas não é isso que procuramos em um encontro propenso a casamento, não é?

No banho devemos nos preparar para tudo: lavar partes íntimas bem profundamente pois não sabemos o que o sexo irá nos levar – caso haja sexo – mas mesmo assim, depilar as partes para se ter um ar estético mais apresentável, um bom sabão cremoso daqueles que deixam um cheirinho por todo o corpo, e um trato especial ao cabelo e as orelhas. E é claro, um cuidado especial com a boca, pois não há coisa pior que mau hálito, e num primeiro encontro é fatal!

Uma boa cueca deixa qualquer homem sedutor e confiante. Muitos tem um tesão todo especial por homens usando cuecas ou sungas devido o fetiche das guerras medievais e do poder que a cueca tem de sustentar todo seu “conteúdo”  escondendo e mostrando o que tem de melhor. Por isso a escolha é crucial. Jamais usar uma qualquer em um primeiro encontro, mesmo que não seja vista, mas a confiança que uma cueca boa nos dá é sem igual.

Claro que um primeiro encontro vem cercado de dúvidas e incertezas. Dúvidas ainda como quem vai buscar quem, ou onde irão se encontrar?
Ainda, quem irá pagar a conta ou dividir entre os dois, ou se dar gorjeta por garçom ou ainda levar um presente. Não posso responder todos esses questionamentos pois cabe mais a um livro de etiquetas fazer isso. Porém uma coisa posso afirmar: Um primeiro encontro é sempre cercado de novas possibilidades e se valer a pena todo investimento empregado com certeza será inesquecível!



 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS