Arquivo

Amor entre gerações

Redação Lado A 14 de Abril, 2009 19h22m

COMPARTILHAR


Fato é fato, e todos sabem que relacionamentos entre pessoas de idades diferentes acontecem todos os dias. Homens mais velhos com moças bem mais jovens, mulheres mais velhas com rapazes bonitões e gays (ou lésbicas) mais velhos (as) com ninfetos (ou ninfetas). No entanto, a pergunta é: existe amor entre gerações ou é apenas tesão associado à conveniência?

Vamos analisar; por exemplo, um homem a cerca de 30 anos, possivelmente com nível superior e posição social estável. Nessa idade a pessoa já viveu boa parte de sua vida, entre ela uma das mais deslumbrantes, a transição da adolescência para a fase adulta. Aos 30, muitas vezes, a pessoa já tem outros planos. Espera-se que esteja buscando ou já tenha encontrado sua estabilidade e passe a se interessar por diversões menos entusiasmadoras para visão que ela tinha quando mais jovem, salvo raras exceções. Que esteja atrás da concretização de seus projetos e buscando sua realização pessoal.


Por um instante, vamos olhar àquele jovem que acaba de completar seus 18 anos. Cheio de vontade de curtir a vida sem limites, virar noites nas baladas com os amigos, viajar e tudo mais que sua imaginação permitir. Para ele, tudo é festa. Agora pode sair à noite e voltar a hora que ele quiser. Entrar em bares e baladas que antes não podia. Irá conhecer gente nova, novos lugares e descobrirá um mundo que o ensinará inúmeras coisas que lhe servirá para toda a vida. Enquanto o jovem pensa que esta é apenas uma fase de curtição, na verdade ele estará aprendendo a viver. E da melhor maneira, vivendo.


Agora junte esses dois seres. Cada um em uma fase completamente diferente da vida, com objetivos e visões diferentes, mas que buscam uma vida a dois, construir uma história. É o que basta para iniciar um relacionamento. E podem curtir muito bem a vida lado a lado. No entanto, pode chegar um momento em que um dos dois terá de ceder parte de suas condições ou convicções para que possam continuar unidos. Afinal, o mar de rosas um dia seca e cai-se na realidade. Um precisa continuar com seus planos o outro pode perceber que quer um tempo para curtir a vida. Começaria aí, o início do fim do relacionamento em muitos casos.


Por outro lado, sejamos sensatos e não vamos generalizar. Há pessoas de pouca idade extremamente maduras e sem necessidade de aventurar-se e que buscam um amor duradouro. E há também pessoas de 30, 40 anos, que não querem responsabilidades, que só buscam curtir a vida intensamente. Nesses casos, o relacionamento é baseado fortemente na condição de interesses emocionais como afeto, amor, carinho, atenção, entre outros.

Agora fica a indagação: você acredita em amor entre gerações? Opine.

Foto da exposição La Castidad, dos argentinos Roberto Jacoby e Syd Krochmalny Babur

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS