Arquivo importado

A famosa crise dos 30

Redação Lado A 08 de Abril, 2009 23h38m

COMPARTILHAR


“Jenna é uma garota divertida, mas impopular. Quando as coisas dão erradas em sua festa de aniversário de 13 anos, ela deseja ter 30 anos, ser bem sucedida e possuir um namorado. Quando acorda no dia seguinte tudo é realizado, mas ela logo perceberá que na realidade sempre teve o que quis até tentar ser popular”.



Esta é a sinopse do filme “De repente 30”, estrelado por Jennifer Garner, mas poderia ser a história da minha vida no qual obviamente eu seria o protagonista! Está certo que eu não era tão impopular assim e, de certa forma, sempre consegui o que quis mas, de fato, começo a enxergar a vida agora de outro ângulo. Quando se é jovem, tudo o que queremos é ter logo 21, ser independente, conquistar a “chave do carro”, poder sair por aí sem dar satisfação a ninguém… Na verdade também sempre almejei as mesmas coisas, só não imaginava que após os 21 as coisas fossem passar tão depressa na minha vida e quando menos eu percebesse já estaria fazendo 30!!! Como assim? Até ontem colecionava “Comandos em Ação”, me divertia na sala com o “Pula Pirata”, assistia todas as manhãs “Caverna do Dragão” e agora…30!



É, começo a ver a vida de um outro ângulo mesmo, não tão glamuroso como via antes, mas admito, com certa perspicácia que não tinha antes, que somente a vida ensina e, diga-se de passagem, a duras penas. Analisando a trajetória humana, posso dizer, sem sombra de dúvida, que chegar aos 30 anos já é uma vitória. Sim, porque foram vencidas as agruras hormonais da adolescência, as loucuras da fase dos vinte e agora me vejo mais tranqüilo, sossegado. Desde que nascemos percebemos que o jogo começa, mas só agora aos 30 os pontos começam a ser contados. Na verdade, a forma como você vai encarar esta mudança está diretamente inserida na auto-avaliação em que irá fazer. É a partir dela que se inicia o verdadeiro processo de auto-conhecimento e que começamos a nos levar mais a sério. É um período de cobrança por uma contribuição ao mundo. Própria, única, de respeito à individualidade. Hoje eu sei que valorizo muito mais as coisas do que ontem e muito menos do que amanhã. Por isso, esta questão de crise dos 30 não existe.. eu posso dizer pois cheguei até aqui e daqui quero seguir muito mais além, descobrir coisas novas e inesperadas que certamente ainda verei pois tenho SOMENTE 30!!!



Tem uma frase do Fernando Pessoa da qual gosto muito que diz:
“Não importa se a estação do ano muda… Se o século vira, se o milênio é outro. Se a idade aumenta… Conserva a vontade de viver, não se chega a parte alguma sem ela”.



Então, vamos conservar a vontade de viver, nos embriagar de felicidade e fazer com que os que nos cercam possam desfrutar da mesma felicidade… vamos aproveitar a vida ! Problemas, todos nós temos, a diferença é que um dia todos ele irão se resolver e outros mais provavelmente surgirão … A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego… de tanto rir, de surpresa, de êxtase, de alegria!



Abraços, beijos e até a próxima…humm o que será?!

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS