Arquivo importado

Ô lá em casa – Ator Emiliano D´Ávila de Clandestinos é um fofo

Redação Lado A 15 de Novembro, 2010 16h00m

COMPARTILHAR


Filho da Bahia de Todos os Santos, o ator soteropolitano Emiliano D’Ávila é a alegria da série “Clandestinos – O Sonho Começou” da Rede Globo. A epopéia televisiva terá sete capítulos e narra a vida de pessoas de todo o Brasil que desembarcam na cidade do Rio de Janeiro em busca de um único sonho: o estrelato.


D´ávila vive Pedro Bala (nome dado a ele por causa do marginal branco do livro Capitães de Areia de Jorge Amado), um rapaz desinibido, que mamou até os 12 anos e foi criado por três mães de santo. Saiu da Bahia pois lá não tinha muitos papéis para brancos e adora o seu conterrâneo o ator Wagner Moura. Sexy e provocador, às vezes bobo, o personagem é cativante. Na série, seu único trabalho foi de garoto da caixa das cuecas que usa e ele acha que as pessoas o reconhecem, mesmo não aparecendo seu rosto na embalagem.


Aos 24 anos, os últimos dois passados no Rio, o gatíssimo ator já fez cinema e estréia na televisão com o pé direito. Na última quinta-feira ele parou tudo quando Pedro Bala ficou de cuecas e mostrou o corpinho, no teste para a peça da série. Para quem pensa que é mais rostinho bonito na TV, o ator é formado em Artes Cênicas na Universidade Federal da Bahia e sabe o que quer. Na vida real, ele namora uma atriz do elenco da série, a pernambucana Chandelly Braz (que usa seu delicioso nome na série) que conheceu no teatro.


Todo o projeto nasceu de uma oficina gratuita do diretor João Falcão que atraiu mais de 3 mil candidatos para a montagem “Clandestinos”. O fenômeno agora é transposto para as telinhas pelo próprio diretor. A peça que inaugurou a Companhia Instável de Teatro ainda está em cartaz no Rio e os atores do elenco são quase todos os mesmos vistos na tevê. “Clandestinos – o sonho começou” vai ao ar às quintas-feiras, logo após A Grande Família.


Veja a dança sensual de Pedro Bala:







Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS