Arquivo

Gays já podem doar sangue na Argentina

Redação Lado A 18 de Setembro, 2015 04h29m

“A partir destas medidas o sangue na Argentina será mais seguro do que já era”, anunciou o ministro da Saúde da Argentina, Daniel Gollan, nesta quarta-feira, as alterações nas resoluções 1507, 1508 e 1509 que retiram as restrições ao sangue doado pela comunidade LGBT no país. O novo formulário permitirá a auto exclusão da doação de forma sigilosa após a doação e não exigirá dos hospitais a obrigatoriedade da reposição do sangue aos bancos de sangue.
 
 Com presença do secretário de Direitos Humanos e do interventor do Instituto Nacional Contra a Discriminação, entre outros, o ministro reafirmou o compromisso com o fim de discriminação histórica aos homossexuais por parte dos órgãos de coleta de doações de sangue. “Por um Sistema Nacional de Sangue seguro, solidário e inclusivo, colocando um fim a uma longa história de discriminação institucional contra a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros)”, disse Gollan.
 
“Durante muito tempo acreditamos que se ter uma relação com uma pessoa homossexual se correria mais riscos do que tendo-a com uma pessoa heterossexual. A epidemia se encarregou de mostrar que não era assim e que o deveríamos resguardar eram as práticas e condutas que poderiam ser de risco”, declarou o ministro. “Modificar esta falsa crença provavelmente nos custou muitas pessoas se infectarem por viverem esse preconceito”, declarou ainda Gollan. O país passa a considerar não mais a orientação sexual do doador mas as situações de risco que ela reportar, como relações sexuais sem proteção. 
 
Para  o secretário de Direitos Humanos do país, Martín Fresneda, “foi um dia em que os direitos e a ciência ganharam do preconceito”. Na América Latina, México, Cuba, Peru, Nicarágua e Chile também retiraram a restrição ao sangue gay nos últimos anos. O Brasil continua a considerar inapto qualquer doador de sangue que tenha feito sexo com pessoas do mesmo sexo nos últimos 12 meses, indiferente se vive em uma relação estável ou usou o preservativo em todas as ocasiões, segundo norma técnica da Anvisa.

 

 
Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS