Arquivo importado

Cinco webséries gays que você precisa assistir

Redação Lado A 24 de Março, 2016 15h18m

COMPARTILHAR

TAGS


As webséries são produções independentes e alternativas que, com um investimento menor, debatem de forma mais democrática alguns assuntos de maior adesão na internet. Elas são a aposta mais comum de produtoras audiovisuais por não precisarem de investimento com distribuição e a divulgação acontece dentro da própria web. O Youtube, Vimeo e MySpace são as plataformas que melhor comportam esse modelo. 
 
Com episódios mais rápidos e curtos, as produções brasileiras investiram pesado em enredos e roteiros que envolvem as causas LGBTQs. Por isso, a Lado A separou 5 webséries gays pra você assistir durante o feriadão:

1- Dudu está solteiro
 

 
 
A websérie nasceu de um curta metragem de mesmo nome e ganhou sequencia depois que o projeto foi contemplado pelo edital ProacSP. Nela, Eduardo está solteiro e vive sua sexualidade de maneira intensa. Lançada em 2015, conta com apenas uma temporada ainda e seus episódios têm cerca de 3min. 

 

2- Positivos
 
 
Uma das mais famosas séries LGBTQs brasileira. Produzida de forma independente e quase sem recursos, a obra já alcançou mais de 3 milhões de espectadores. “Positivos” mistura o drama e a comédia para falar sobre o cotidiano de pessoas portadoras do vírus do HIV.

 

3- O armário gêmeo

 

 

 
A série se passa no cenário de uma produtora de filmes eróticos. Por isso, a trama vai retratar como é a indústria pornográfica brasileira. São 28 atores ao todo, Caio e Caique (Thor Medrado) são irmãos gêmeos que foram criados separadamente após o divórcio dos pais. Enquanto Caio é homossexual e vive no Rio de Janeiro, Caique é hétero e está passando um tempo Salvador. Após alguns problemas, o irmão hétero se vê obrigado a assumir a identidade do irmão gay e passa a viver a vida que era dele.

 

4- Dando um tempo
 

 
 
Outra websérie gay brasileira. Nesta, Rafael termina o namoro e vive momentos drásticos e psicóticos para mudar sua vida. Em um ambiente teen, a série traz atores gatos e representatividade feminina. 

 

5- RED
 
 

Com duas temporadas, Red é a websérie com melhor produção da lista. Ao contar a história de Scarlet e Simone, duas atrizes lésbicas que se conhecem na gravação de um curta, a obra acerta em representatividade e na fotografia do filme. A obra já foi premiada no NYC Web Fest.

TEM ALGUMA WEBSÉRIE LGBT PARA SUGERIR? USE OS COMENTÁRIOS ABAIXO =)

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS