Arquivo

Como votaram os 10 deputados mais gatos do Brasil sobre as denúncias contra Michel Temer

Redação Lado A 26 de Outubro, 2017 19h34m

COMPARTILHAR

TAGS


Que o antro político em Brasília pega fogo a cada votação importante, nós já sabemos. Apesar disso, é notável não só a ideologia política de cada candidato como também sua beleza, sendo que alguns já são considerados galãs. A Lado A reuniu uma lista com os 10 deputados mais gatos do Brasil e ainda sua posição com relação à segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. O presidente só pode ser investigado se autorizado pelo congresso por ter foro privilegiado e imunidade do cargo, por isso do pedido da Procuradoria Geral da República. O relator do processo, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), encaminhou sobre o arquivamento das investigações, e os deputados votaram se iam acatavam o relatório “sim”, encerrando as investigações, ou se iam contra “não”, dando início ao processo de afastamento de Temer.

No Congresso a votação foi de 251 votos pelo arquivamento, que se consolidou, e 233 para o não, além de 2 abstenções e 25 ausências. Para reverter o parecer e aprovar o prosseguimento das investigações, seria preciso 1/3 dos votos do plenário.

 (Foto, Linha superior, da esquerda para a direita)
 

Alessando Molon (Sustentabilidade-RJ)
Começando por Alessando Molon que há muito tempo chama atenção com seus cabelos grisalhos. O parlamentar do partido Rede Sustentabilidade do Rio de Janeiro é muito notado ao discutir questões de direitos humanos e tem muita visibilidade nas redes sociais. Apesar de sua formação em História e Direito, Molon foi favorável ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff e, na última votação sobre as denúncias contra o presidente Michel Temer que ocorream em 17 de outubro, votou favorável às investigações. #nao

Aliel Machado (Sustentabilidade-PR)
Filiado à rede Sustentabilidade do Paraná, Aliel Machado é ainda mais jovem. O deputado tem apenas 28 anos de idade e já carrega o título de deputado federal. “De engraxate a deputado”, o pequeno ponta grossense tem um grande sonho na política. Favorável às minorias e militantes pelas causas sociais, Aliel votou a favor das denúncias contra Temer. #nao

Daniel Vilela (PMDB-GO)
Mais um parlamentar do PMDB, dessa vez de Goiás, Daniel Vilela esbanja beleza. Foi eleito presidente regional de seu partido em 2016, mesmo ano em que votou favorável ao impeachmente de Dilma Rousseff. Sem decepcionar a seu partido, votou contra as investigações de Michel Temer. #sim
 

Fabio Faria (PSD-RN)

Natural de Natal, Fábio Salustino Mesquita de Faria tem 40 anos é administrador e filho do governador Robinson Faria, ele é casado com a apresentadora Patrícia Abravanel, filha do dono do SBT. Votou a favor do relatório que livrou Temer das investigações de corrupção. #sim

Guilherme Mussi (PP-SP)

O curitibano não seguiu a carreira política em terras paranaenses. Mussi é casado com Rebbeca Abravanel, filha do apresentador e milionário Silvio Santos. Desta vez, votou contra o processo que pedia as investigações do Presidente Michel Temer. Já em 2016, votou favorável ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff. #sim

​ (Foto, Linha inferior, da esquerda para a direita)

Irajá Silvestre (PSD –TO)
Ele é filho da senadora Kátia Abreu e é conhecido pelo sobrenome da mãe. Segundo algumas especulações, o gato já teve envolvimento com a atriz Marina Ruy Barbosa, mas é casado com Hyndyanara Goetten, com quem tem uma filha de 11 anos. Deputado Federal desde 2010, votou favorável ao impeachment de Dilma. Por outro lado, foi o único deputado tocantinense que votou a favor das denúncias contra Temer. #nao

João Arruda (PMDB-PR)
O Partido do Movimento Democrático Brasileiro do Paraná também não ficou de fora ao apresentar parlamentares bonitões. João Arruda (PMDB-PR) é de Curitiba e exerce seu segundo mandato como deputado federal. Formado em Ciências Físicas e Naturais, fez diversas especializações nos Estados Unidos. Filiado ao mesmo partido de Michel Temer, votou favorável ao presidente, afim de impedir as investigações. #sim

Marcelo Aro (PHS-MG) 
O jovem deputado do quase desconhecido Partido Humanista da Solidariedade é cristão e conservador. Ele votou contra Dilma e a favor de Temer. Na tribuna já pediu punição ao uso da imagem de Cristo por uma das participantes da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo em 2015. #sim

Rafael Motta (PSB-RN)
Em seu primeiro mandato na câmara dos deputados, Rafael Motta é filiado ao Partido Socialista Brasileiro do Rio Grande do Norte (PSB-RN) e é ex-vereador. O belo tem apenas 31 anos de idade e é engenheiro de produção pela UFRN.  Ele votou a favor da saída de Dilma e votou também a favor das denúncias contra Temer. #nao

Zeca Dirceu (PT-PR)
Herdando a carreira política do pai José Dirceu, dentro da câmara, procura discutir políticas públicas para as minorias e jovens, lidando com urgências como saúde e educação. Fora do trabalho, Zeca gosta de fequentar baladas e é assíduo na noite, já foi visto até em Ibiza e Londres, além é claro, do agitado carnaval de Salvador. Votou a favor das denúncias de corrupção de Michel Temer. #nao
 

Placar: #sim 5 votos e #nao 5 votos

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS