Arquivo

Horror: Jovem de 23 anos é morta a facadas pelo pai da suposta namorada ao fazer pedido de casamento

Redação Lado A 10 de Janeiro, 2018 22h05m

COMPARTILHAR

TAGS


Na noite de sábado (6) Anne Mickaelly, de 23 anos, foi morta pelo pai da namorada na quadra 519 de Samambaia, no Distrito Federal, afirmou a imprensa GLS local. A jovem maranhanese foi até a casa da namorada para pedi-la em casamento quando foi atacada pelo pai da moça, um homem de 46 anos. 
 
Mickaelly que é natural de Presidente Dutra, no Maranhão, estava em Brasília a passeio junto com amigos e não tinha parentes na cidade. Antes do pedido de casamento, a jovem soltou fogos de artifício para comemorar o evento. O pai da namorada pegou uma faca e correu atras de Mickaelly pela rua até atacá-la com diversos golpes na cabeça e no rosto. O serviço de emergência foi acionado mas Anne Mickaelly não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 
 
Os amigos da vítima confirmaram o relacionamento de Anne com a filha de seu assassino. Segundo o delegado José Eduardo Galvão, responsável pelo caso, o homem que matou Anne já tinha passagem pela polícia. “Era uma coisa que ele não esperava [o pedido de casamento] e não reagiu bem. Agora vai ter que pagar por isso”, disse. Várias testemunhas presenciaram o crime e estão sendo ouvidas pela polícia. 
 
Na terça-feira (9), o acusado se apresentou à Polícia Civil e confessou ter matado Mickaelly com a faca usada para cortar a carne dos churrascos que vende em casa. O acusado alegou que Anne tinha envolvimento com entorpecentes e que fora acolhida na casa da família quando veio do Maranhão. Devido ao envolvimento da vítima com drogas, o acusado teria pedido para que ela fosse morar em outro lugar, um apartamento próximo ao local. O acusado disse que se sentiu ameaçado com os fogos e que Anne estaria ameaçando os moradores da casa. A polícia descartou que a motivação do crime fosse o relacionamento entre a vítima e a filha do acusado. “Inclusive, a jovem, de 23 anos, diz que não tinha relacionamento nenhum”, disse o delegado Joás Borges. O homem foi liberado após prestar depoimento e irá responder em liverdade por homicídio qualificado por motivo fútil. 
 
 
Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS