Beijo gay em novela de horário nobre causa reações de internautas

Redação Lado A 09 de Maio, 2018 17h38m

COMPARTILHAR

TAGS


Depois de muitas idas e vindas do casal Cido e Samuel, da novela “O Outro Lado do Paraíso”, finalmente a internet comemorou o tão esperado beijo. Desde o início da trama das 21 horas o casal passou por inúmeros obstáculos antes da última reconciliação selada com um beijo, cena que foi ao ar na terça-feira, 8 de maio.

Os personagens de Rafael Zulu e Eriberto Leão se apaixonaram já no começo da novela, um romance às escondidas por ambos serem comprometidos. No momento da trama em que o médico Samuel teve sua sexualidade exposta pela esposa que o viu com Cido, os dois se reaproximaram ainda mais. O elenco de “O Outro Lado do Paraíso” representou as diversas possibilidades de família com Cido, Samuel, sua esposa Suzy (Ellen Roche), com quem teve uma filha, e a famigerada sogra do motorista que fez de tudo para acabar com o romance gay.

Na última cena, cansado das dificuldades para ter o amor de Samuel, Cido decide ir embora depois de muito sofrer nas mãos da sogra que o fazia de empregado doméstico. “Eu não posso ficar em lugares que não querem que eu fique. Sua mãe fez miséria comigo. Samuel, eu vou embora”, disse o motorista. “Não vai embora, eu não consigo”, respondeu Samuel antes de concretizar a cena do primeiro beijo do casal.

Muitos internautas comemoraram a cena. Apesar da importância de retratar um casal gay em uma das novelas de maior audiência da Globo, muitos estavam incomodados com a direção do autor da trama para o núcleo gay, sempre atuando como divertimento do público. O beijo aconteceu num importante momento para a representatividade e ainda trouxe a relação inter-racial, fazendo um recorte sobre sexualidade e racismo.

“Definitivamente não existe cura gay, não se pode haver cura se não há doença!”, disse a sogra de Cido, dona Adnéia, que sempre inventou estratégias para separar o casal. “O Cido não é doente, nem o meu Samuelzinho”, completou a personagem numa cena que provoca a reflexão em tempos de projetos de lei sobre cura gay. A cena está disponível aqui, no site do Globoplay 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS