Aliança Nacional LGBTI notifica jogador do Atlético Paranaense Nikão por postagem homofóbica

Redação Lado A 14 de Maio, 2018 18h59m

COMPARTILHAR

TAGS


“Com homem não te deitarás, como se fosse fosse mulher, isso é abominação”, publicou o jogador Nikão em suas redes sociais na terça-feira, 8 de maio. O meia e atacante do Atlético Paranaense criticou a comunidade LGBT usando uma passagem bíblica do livro de Levíticos e levantou comentários nas redes sociais.

Entre críticas e elogios, a postagem contou com uma foto com casais gays e a frase “Deus, guarda nossos filhos. A publicação veiculada no Instagram ficou famosa no Twitter. “Isso nunca será aceito por Deus”, disse. “Parabéns, Nikão, liberdade de expressão”, comentou um internauta. Ao mesmo tempo, outros usuários criticaram a atuação do meia nos campos e sugeriram que ele se preocupasse com os jogos e não com a sexualidade alheia.

Nota de repúdio
A Aliança Nacional LGBTI publicou uma nota de repúdio contra a manifestação de Nikão. Em um país que mata todos os dias a comunidade LGBT com base em declarações como as do jogador, é urgente uma atitude de retratação.

A instituição argumentou que um dos espaços mais nocivos para a população LGBT é justamente o futebol, onde o machismo e homofobia imperam nos campos. Uma declaração como a do jogador agrava esse quadro e fere os direitos garantidos a todo cidadão conforme a Constituição Federal de 1988, e não pode ser proferida com a justificativa de liberdade de expressão.

O próprio jogador, em 2015, sofreu ofensas racistas dos torcedores do Sportivo Luqueño por meio de um fórum  online e, mesmo fazendo parte de um grupo social discriminado e estigmatizado, decidiu “de forma injustificada, atacar minorias que nunca lhe praticaram nenhum tipo de ofensa.”, argumentou a Aliança Nacional LGBTI.

O advogado da Aliança Nacional LGBTI, Mateus Cesar Costa, encaminhou uma notificação ao jogador Maycon Vinícius Ferreira da Cruz, o Nikão, endereçada ao centro administrativo do Clube Atlético Paranaense. A notificação pede por meios legais a retratação pública do jogador com relação a postagem.

De acordo com o documento de notificação, o jogador infringiu a Constituição Federal no que diz repeito à promoção dos direitos iguais para todos os cidadãos sem qualquer forma de discriminação. Caso a retratação não ocorra, outras medidas judiciais serão tomadas inclusive com relação ao posicionamento do Atlético Paranaense que pode envolver seus patrocinadores.

 

 

 

 

 

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS