Candidata se recusa a disputar Miss Bumbum com mulher trans e concurso pode ser processado

Redação Lado A 16 de Maio, 2018 17h48m

COMPARTILHAR

TAGS


Paula Oliveira, candidata trans ao Concurso Miss Bumbum 2018, promete entrar com uma ação contra a organização do concurso, após pedir punição de uma outra candidata que protestou contra sua participação. Uma modelo que participava do concurso anunciou que deixaria a disputa em protesto contra a participação de Paula Oliveira e Giovana Spinella, outra candidata trans.

Segundo a notificação extra judicial feita pelo advogado de Paula, Vagner Oliveria, a atitude da candidata que deixou o concurso vai contra as normas do mesmo e prejudica a imagem da modelo trans. O documento argumenta que a representante do Amazonas cumpre todos os requisitos do concurso e é uma mulher “tanto fisicamente quanto documentalmente”. As votações do concurso se iniciam em 6 de agosto.

Depois do “protesto” da candidata, atitude considerada transfóbica, Paula tem recebido inúmeras ofensas pelas redes sociais. Expedida em 14 de maio, a notificação deu o prazo de 72 horas para que a organização do Concurso Miss Bumbum tome providências sobre o caso.

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS