Grupo Quebrada Queer lança videoclipe de rap

Redação Lado A 06 de Junho, 2018 13h32m

COMPARTILHAR

TAGS


Cinco rappers negros da comunidade LGBT formam o grupo Quebrada Queer. Em 4 de junho de 2018 o quinteto lançou o seu primeiro clipe através do canal Rap Box. Em dois dias, o vídeo já alcançou a marca de mais de 130 mil visualizações. A Rap Box reúne diversas produções independentes de rap brasileiro e não mediu esforços para abrir seu espaço para a arte LGBTQ.

O grupo Quebrada Queer é formado por integrantes naturais de São Paulo. O coletivo mescla o Hip Hop com outros estilos da música negra como R&B e Dancehall. Os integrantes do grupo já possuem uma vasta experiência na música com trabalhos individuais.

Integrante do grupo, o artista Guigo já possui um trabalho musical intitulado “Medusa”. Recentemente, lançou a música “F.A.K.E”, trabalho que também foi inspirado na arte queer. Murillo Zyess, outro rapper do Quebrada Queer já fez um trabalho em parceria com a drag queen Gloria Groove e Guigo. Seu EP intitulado “No Recinto” foi lançado em 2017. Com influências do r&b, o cantor Harlley lançou recentemente o EP “Unilovers” e a faixa “Antes de Ter Você”. Lucas Boombeat ainda não tem um clipe lançado, mas produziu em 2017 a música “Guerreiros e Guerreiras”. Também no ano passado, o rapper Tchelo Gomez lançou o EP “Homônimo” e a música “Tum Tá”.

O novo clipe de Quebrada Queer fala sobre representatividade LGBTQ. Diante das constantes situações de LGBTfobia, o grupo vem quebrar estereótipos e promover a reivindicação por respeito à todas as formas de amar e existir. A quebra de padrões de gênero também é um assunto muito debatido em suas letras, visto pelo termo “queer” usado como nome do grupo.

Queer

A palavra “queer” inicialmente era uma forma pejorativa de se referir à tudo que difere da heterossexualidade e identidade cisgênero. Vale ressaltar que identidade de gênero e sexualidade são elementos diferentes. Enquanto identidade de gênero é a forma como a pessoa se expressa com relação ao masculino e feminino, sexualidade é a forma de se relacionar com as outras pessoas. Dentro da concepção de gênero pode haver a expressão não-binária, que não se identifica como homem ou mulher.

A teoria queer é como um grande guarda-chuva que abrange as diversas formas possíveis de se relacionar e se expressar. Sem engessar as expressões de gênero dentro de estereótipos, o queer permite qualquer comportamento e luta contra qualquer discriminação.

Confira o lançamento do Quebrada Queer?

 

 

 

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS