Animação Super Drags é criticada pela Sociedade Brasileira de Pediatria

Redação Lado A 25 de Julho, 2018 15h30m

Prevista para estrear no segundo semestre de 2018, a série Super Drags já é alvo de críticas. A animação que será lançada pela Netflix conta a história de três heroínas drag queens que, durante a noite, saem pela cidade para combater o mal. Apesar de a série ser direcionada para o público adulto, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) publicou uma nota em que pede o cancelamento da produção.

Segundo a nota da SBP, Super Drags é um conteúdo impróprio para crianças. Argumentando sobre o bem estar infantil, a entidade alegou que a linguagem do desenho se assemelha a de um desenho para crianças. Por outro lado, a produção não pode ser destinada a esse público. Ao mesmo tempo, Super Drags também vem sendo alvo de protestos por grupos religiosos e anti-LGBT. A SBP declarou ainda que respeita a comunidade LGBT e que seu posicionamento não configura aversão a esse grupo.

Em contrapartida, a Netflix anunciou que disponibiliza em sua plataforma uma grande variedade de produções. Esses conteúdos também incluem as atrações de cunho LGBT. O serviço de streaming disse ainda que todas as suas produções possuem classificação indicativa. A Netflix reiterou que Super Drags nunca foi destinada ao público infantil. Assim, é de responsabilidade dos pais a seleção de conteúdos para as crianças. “Super Drags’ é uma série de animação para uma audiência adulta e não estará disponível na plataforma infantil”, diz a nota da Netflix.

Segundo a SBP, Super Drags apresenta “risco de exposição indevida desse segmento, por meio de programas, como esse desenho animado, a imagens e conteúdos com menções diretas e/ou indiretas a situações de sexo, de violência, de emprego de linguagem imprópria ou de uso de drogas.” Assim, a entidade “apela à plataforma que cancele esse lançamento, como expressão de compromisso do desenvolvimento de futuras gerações.”

Super Drags

Escrita por Fernando Mendonça, Paulo Lescaut e Anderson Mahanski, Super Drags já é muito esperada pelo público. O enredo da trama apresenta três funcionários de uma loja que durante a noite se montam de drag queens. O objetivo do trio é sair pela cidade para combater a LGBTfobia e o crime. O desenho traz algumas referências do mundo LGBT e possui algumas inspirações em drag queens famosas como a cantora Pabllo Vittar.

A série está sendo produzida há três anos pelo Combo Estúdio, situado no Rio de Janeiro. Segundo os produtores da animação, um dos objetivos da série é levar conteúdo LGBT e o respeito pela diversidade. A Netflix tem alcance em mais de 190 países e a estreia da séria seria uma forma de promover a diversidade.

Teaser de Super Drags

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS