Travesti é encontrada morta no bairro Boqueirão em Curitiba

Redação Lado A 14 de Julho, 2018 08h56m

COMPARTILHAR

TAGS


Mais uma morte aumentou as estatísticas de violência contra LGBTs no Brasil. Dessa vez, o crime aconteceu em Curitiba, onde uma travesti foi encontrada morta na manhã de sexta-feira, 13 de julho. A vítima foi identificada como Aisha Albuquerque, de 26 anos. A travesti foi encontrada em uma casa abandonada na rua Dr. Simão Kossobudski, no bairro Boqueirão.

Segundo informações de uma amiga da vítima, que teria encontrado o corpo, Aisha estava caída na garagem da casa  abandonada. O corpo apresentava ferimentos feitos com objeto cortante, além disso, a cabeça da travesti foi esmagada. Aisha morava em uma pensão da região e era natural do Rio Grande do Sul.  Amigos se mobilizaram na internet para encontrar a família dela que supostamente mora em Curitiba.

Os vizinhos relataram à polícia que a casa, apesar de abandonada, recebia muitas pessoas, sobretudo de usuários de crack. Moradores da rua Simão Kossobudski disseram ainda que ouviram gritos durante toda a madrugada. A suspeita é de Aisha foi agredida até a morte. Apesar de caracterizar um crime de ódio, a polícia acredita que a motivação tenha sido por algum desacordo comercial.

Investigação
O crime está sendo investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e qualquer informação que possa ajudar nas investigações deve ser direcionada ao telefone 190.

Somente este ano, 90 pessoas trans foram mortas no Brasil. O país é campeão mundial de assassinatos de travestis e transexuais.

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS