Marcha pela Visibilidade Trans reúne centenas de participantes no Centro de Curitiba

Redação Lado A 28 de Janeiro, 2019 17h02m

COMPARTILHAR

TAGS


No sábado, 26 de janeiro, aconteceu em Curitiba a primeira Marcha da Visibilidade Trans. O evento fez parte de uma série de atividades que ocorreram na Semana pela Visibilidade Trans dias antes da marcha. Estima-se que mais de 500 pessoas ocuparam as ruas do Centro da cidade lutando contra o preconceito e em busca de representatividade.

O evento foi idealizado por Renata Borges, do Transgrupo Marcela Prado. Borges pensou na marcha em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, que será em 29 de janeiro. Através de parcerias com outros movimentos sociais, Renata conseguiu reunir apoiadores. Dessa forma, foi possível realizar o evento que foi um marco pela visibilidade em Curitiba.

A marcha começou com concentração na tarde de sábado na Boca Maldita, localizada na Rua 15 de Novembro. Os participantes se reuniram com cartazes e faixas para marchar até a Praça Santos Andrade. Sob a bandeira trans, muitas pessoas dançaram, cantaram e entoaram falas em defesa da cidadania de pessoas trans na capital.

Diversos movimentos sociais estiveram reunidos na tarde de sábado para a realização da marcha. Entre eles o grupo Mães pela Diversidade, Arte Jovem, Grupo Dignidade e Coletivo Cássia. Além disso estiveram presentes a União Brasileira de Mulheres (UBM), APP Sindicato, Transgrupo Marcela Prado, UNA LGBT e siglas de partidos políticos.

Para agitar o público, a marcha contou com a participação da bloca Saí do Armário e Me Dei Bem. Além disso, o evento trouxe apresentações culturais com o tema da marcha. “Foi um evento muito bonito, suprapartidário. Um evento da causa em que levamos nossos corpos para as ruas.”, disse Renata Borges.

Semana da Visibilidade Trans

O Instituto Brasileiro Trans de Educação (IBTE), em parceria com a Associação Paranaense da Parada da Diversidade (APPAD) e outras instituições, organizou a Semana da Visibilidade Trans em Curitiba que começou em 26 de janeiro e será encerrada no dia 29.

O evento reuniu diversas apresentações artísticas como a apresentação de um Sarau Trans na Casa Selvática. No dia 28 de janeiro, às 19 horas, haverá ainda um Cine Debate na sede da APPAD em Curitiba.

A programação se encerra no dia 29 de janeiro com mais uma intervenção no Centro de Curitiba. Também com concentração na Boca Maldita, a partir das 12 horas, os participantes poderão comparecer no Ato de Resistência que também terá atividades culturais.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS