Fotos: Veja tudo o que rolou nos I Jogos da Diversidade de Curitiba

Redação Lado A 27 de Maio, 2019 12h35m

A primeira edição dos Jogos da Diversidade, criados pela Prefeitura de Curitiba, agitou este final de semana gelado a capital paranaense. O evento foi realizado pela Assessoria de Políticas da Diversidade Sexual, órgão criado na cidade para promover políticas públicas para a comunidade LGBT, em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. O torneio realizado em dois dias teve as modalidades de futsal, handebol e vôlei. Tamanho o sucesso, já foi anunciado outro evento de vôlei de areia para o mês de novembro.

Mais de mil pessoas passaram no final de semana pelo centro esportivo Dirceu Graeser na Praça Oswaldo Cruz, no Centro da capital paranaense para o evento. Apesar dos dias frios, o público prestigiou a iniciativa que estava linda. Muita gente bonita e de todas as idades curtindo o evento que teve muitas atrações culturais. No sábado foram disputadas as categorias handebol, masculino e feminino – futsal, masculino e feminino. Já no domingo o dia inteiro foi dedicado às disputas dos torneios de voleibol, com as categorias misto e masculino.

A cerimônia de abertura, no sábado de manhã, foi aberta pelo Coral Gay de Curitiba. Em seguida, a festa contou com a presença da patinadora mini infantil Maria Joaquina. Vice campeã brasileira, a atleta trans foi barrada pela sua confederação na disputa do campeonato Sul Americano. Os pais da menina, um casal gay que adotou Maria Joaquina e mais dois irmãos, entraram na Justiça para garantir o direito dela competir. O público ovacionou a apresentação da patinadora que com graça deslizou pelo ginásio e foi homenageada pelo evento. “Aqui você é a nossa campeã”, declarou o representante da prefeitura. Após a execução do hino nacional e juramento, foram abertos os jogos pelo assessor de Políticas da Diversidade Sexual, Allan Johan, idealizador do evento, e pelo superintendente da Smelj,  Carlos Pijak.

Modalidades

No handebol feminino, as equipes Donas da Bola foram as campeãs e as Queens SNZ as vices. Já no masculino o time Capivara venceu o time de Direito da UFPR. No futsal feminino, o time Nikkei ganhou a categoria, seguido do Coletivo Cássia e das Capi Girls. No futsal masculino deu o time Taboa. A final acabou com a desistência do time Gralha Azul, após uma entrada mais dura. Mesmo assim o Gralha levou o segundo lugar, seguido do time Capirava em terceiro. A bloca Saí do Armário e me dei bem animou as premiações do futsal. Jogos de gaymada animaram os intervalos e premiaram com medalhas os vencedores. Para encerrar o dia teve uma apresentação da banda Imperador Sem Teto.

Já no dia do vôlei, domingo, três times disputaram o torneio misto e venceu a equipe Aacos 1. Em segundo ficou o time We Pray Love, seguido pelo time Aacos2. O Aacos foi um time montado por alunos da UFPR de comunicação e design. Já o We Pray Love é de um grupo de jovens de uma igreja. Pura diversidade. Teve ainda uma apresentação de cheerleaders com o Time do Parque, equipe que reúne pessoas de várias equipes de Curitiba deste esporte.

Já o torneio masculino, com 11 equipes, foi de alto nível. O time de Santa Catarina, Conca, levou o terceiro lugar, ao lado da equipe PDC, que joga na rua da cidadania do Carmo. Em segundo ficou o time As Lendas, que teve reforço de vários times e chegou à final bem forte. Mas a grande vencedora do torneio de vôlei masculino foi a equipe Madames Satã (foto em destaque)! O cantor Lippe e seus bailarinos fizeram o show de encerramento, junto com o mascote unicórnio do Bloco Púrpura que distribuiu abadás de cetim para o pessoal.

Prevenção

Durante todo o evento, o trailer do projeto A Hora é Agora distribuía autotestes de HIV. Os kits eram para as pessoas fazerem o teste em casa. Foram distribuídos quase 150 testes no evento. O evento teve ainda exposição de banners da nova campanha da prefeitura, “Respeito faz acontecer” e da campanha de prevenção “Amar é”.

 

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS