Após 50 anos, NYPD pede desculpas à comunidade LGBT pela invasão do Stonewall

Redação Lado A 11 de Junho, 2019 11h53m

COMPARTILHAR

TAGS


Em 28 de junho de 1969, travestis, transexuais, gays e lésbicas enfrentaram a polícia de Nova York por três dias e três noites. Esse evento é tido como o nascimento do movimento LGBT moderno. A revolta de Stonewall faz 50 anos e o departamento de polícia de NY, pela primeira vez, se manifestou sobre o caso.

James O’Neill , chefe da polícia de Nova York falou na quinta-feira passada, dia 6, sobre os protestos de Stonewall, de junho de 1969.“O que ocorreu não deveria ter ocorrido, as ações da NYPD foram um erro. Os atos e as leis eram discriminatórios e tirânicos e, por isso, me desculpo”, declarou O’Neill. As declarações ocorreram durante a entrevista coletiva sobre as medidas de segurança para a comemoração dos 50 anos de Stonewall.

A comunidade LGBT era constantemente vítima de abusos e extorsões de policiais que invadiram o bar Stonewall Inn naquela noite. Eles foram recebidos de forma hostil pela comunidade LGBT que estava em luto pela morte de Judy Garland, estrela do filme Mágico de Oz ,que cantou o hino gay Over the Rainbow. Morta em Londres no dia 22 de junho, aos 47 anos, o corpo da diva chegou a Nova York e foi enterrado no dia 27, em meio a uma comoção generalizada.

Este ano, Nova York receberá a LGBT World Pride pela primeira vez no dia 30 de junho. O evento trará turistas de todo o mundo para o marco zero do Orgulho LGBT.

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS