Organizações LGBT+ de São Paulo realizam oficina de defesa pessoal para mulheres e LGBTs

Redação Lado A 18 de Junho, 2019 12h41m

COMPARTILHAR

TAGS


No dia 22 de junho a população LGBT+ de São Paulo poderá participar da Oficina de Segurança e Defesa Pessoal para LGBTs. Tal evento é organizado pelo coletivo Trans Sol, que é uma entidade de defesa dos direitos e cidadania de pessoas trans. Através do coletivo, muitas pessoas trans de São Paulo estão conseguindo entrar no mercado de trabalho.

A oficina de defesa pessoal é uma iniciativa que surgiu devido aos últimos números de violência contra LGBTs no Brasil. De acordo com o recente Atlas da Violência, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), os números aumentaram. Por isso, mais do que resistir, é necessário aprender a se defender, conforme defendem os organizadores da oficina.

Durante o evento, os participantes LGBT+ poderão aprender diversas técnicas. Em meio aos treinos, técnicas de defesa de agressões físicas serão mais trabalhadas. Além disso, os grupos reunidos farão reflexões sobre situações de violência no cotidiano. Além de noções de segurança na rua, os participantes aprenderão golpes básicos, saídas de estrangulamento, agarramento ou pegada de cabelo.

O encontro do dia 22 de junho para a Oficina de Segurança e Defesa Pessoal para LGBTs será na Casa 1. Essa entidade, localizada em São Paulo, presta um lindo trabalho com pessoas em situação de rua. Antes da oficina, haverá ainda a 2ª Marcha do Orgulho Trans. No dia seguinte, haverá a 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

A Casa 1 fica localizada na Rua Adoniran Barbosa, 151, no Bairro Bela Vista em São Paulo. A oficina de defesa é gratuita e começará às 15 horas, se encerrando às 17h30min. Para participar da oficina é necessário se vestir com uma roupa confortável. Não é necessário ter experiência com academia, mas sim estar apto a praticar exercícios físicos com segurança.

Piranhas Team

Além da Casa 1 e do Coletivo Trans Sol, o grupo Piranhas Team também participa da organização. Essa entidade, junto com a Casa 1 acolhe e promove oficinas culturais e esportivas para LGBTs em situação de vulnerabilidade social.

Desde 2016 o Piranhas Team promove o empoderamento para mulheres e LGBTs. Através de treinos de defesa pessoal como Krav-Maga, Jiu-Jitsu e Kung-Fu, mulheres e LGBTs aprendem a se defender através do esporte. Além disso, é de autoria do Piranhas Team a Cartilha de Dicas de Segurança LGBTI+ que está disponível na biblioteca da  ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Pessoas Intersexo.

Link biblioteca:
www.abglt.org/biblioteca

Maiores informações sobre a Oficina de Segurança e Defesa Pessoal para LGBTs estão no Facebook.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS