Após caso de homofobia em campo, Justiça Desportiva pede esclarecimentos do Vasco da Gama

Redação Lado A 28 de Agosto, 2019 10h30m

COMPARTILHAR

TAGS


No domingo, 25 de agosto, mais um caso de homofobia aconteceu no futebol brasileiro. Dessa vez, durante um jogo entre Vasco da Gama e São Paulo a torcida do Vasco entoou gritos homofóbicos contra seus adversários. Na ocasião, o árbitro Anderson Daronco parou o jogo para cobrar providências dos líderes da equipe do Vasco.

Diante desse cenário, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) enviou um ofício para o Vasco da Gama. De acordo com o documento, o clube deverá prestar esclarecimentos sobre a atitude homofóbica de sua torcida. Além disso, o tribunal exigiu explicações também dos torcedores envolvidos na ação.

Primeiramente, o Vasco deverá se manifestar sobre o ofício dentro de três dias. Após esse procedimento, os juristas do tribunal irão decidir se o clube deverá arcar com uma denúncia. Por outro lado, o clube já se posicionou contra a atitude de seus torcedores. O Vasco informou que irá promover medidas contra a homofobia dentro de campo.

Após muitas discussões sobre a homofobia nos estádios, recentemente a Justiça Desportiva determinou que esses casos devem ser devidamente registrados e investigados. O objetivo é que essas ações diminuam os casos de violência e homofobia, responsabilizando o time e seus torcedores. Assim, se as ofensas continuarem, a Justiça já cogita a execução de multas também contra torcedores.

No jogo entre Vasco da Gama e São Paulo já estava em vigor a determinação de não negligenciar a homofobia no campo. Por isso, o árbitro paralisou a partida e fez os devidos registros que agora estão em análise do tribunal. Através de um comunicado, o STJD já havia conscientizado os times brasileiros sobre a investigação que aconteceria em casos de homofobia. Tal recomendação vem da Fifa e do Supremo Tribunal Federal (STF) que recentemente criminalizou a homofobia.

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS