Travesti denuncia que sofreu agressão por parte de homem gay no Centro de Curitiba

Redação Lado A 16 de Setembro, 2019 16h53m

A travesti Gisa Adelino denunciou através das redes sociais que sofreu uma agressão por parte de um homem gay. Segundo Gisa, um homem gay a abordou na madrugada de domingo, 15 de setembro, e desferiu contra ela golpes na cabeça. Devido aos ferimentos, a travesti foi encaminhada ao hospital onde levou cinco pontos no corte profundo na cabeça.

De acordo com a vítima, no local do crime, transeuntes zombaram de sua situação. Depois, ela foi socorrida por uma amiga e por um guarda municipal. Além disso, Gisa informou que pediu ajuda a um agente da polícia militar que teria se recusado a socorrê-la e cuspido na vítima. Após ser socorrida por uma amiga e pelo guarda municipal, a travesti foi encaminhada de ambulância ao hospital. O crime teria acontecido na Praça Osório, no Centro de Curitiba.

Gisa Adelino postou em seu Facebook as fotos da agressão. Nas imagens a travesti aparece ensanguentada e com o corte na cabeça. A postagem tem mais de duas mil curtidas e mais de 500 comentários de pessoas que se solidarizaram com o ocorrido. A travesti informou ainda que realizará Boletim de Ocorrência e que aguarda mais exames pelo hospital em que foi atendida.

Gay e homofóbico

Na postagem, Gisa acusa um homem “gay e homofóbico” de atentar contra a sua vida. A travesti afirmou ainda que existem muitos gays que não gostam e agridem as travestis em Curitiba. Em outro post na manhã de hoje, Gisa gravou um vídeo em que agradece ao carinho e apoio de seus amigos na rede social. “Estou meio machucada e dolorida ainda, com um corte na cabeça. Perdi uma boa parte do meu cabelo, mas estou inteira e pronta para ir a luta. Muito obrigada a todos pelo gesto de carinho”, afirmou.

A Lado A entrou em contato com Gisa Adelino para saber mais sobre o ocorrido, mas a vítima não respondeu até a publicação desta matéria.

 

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS