Mulher e amigo afirmam que sofreram agressão homofóbica em bar de Curitiba

Redação Lado A 28 de Outubro, 2019 15h28m

COMPARTILHAR

TAGS


Um rapaz de Curitiba denunciou nas redes sociais que ajudou a socorrer uma mulher que junto com um amigo teria sofrido uma agressão homofóbica. Segundo a vítima, o crime aconteceu nas dependências de um bar localizado no Largo da Ordem, no Centro de Curitiba, na noite de domingo (27).

Em um post do Instagram, Cristian Nilton Wildner contou que passava pela rua São Francisco quando avistou uma mulher agonizando. A vítima estava com ferimentos e com dor muito forte. Ao lado dela, um rapaz homossexual que também teria passado por agressões momentos antes. Cristian abordou a dupla oferecendo ajuda e a mulher contou o que aconteceu.

Segundo as vítimas, dois funcionários de um bar no Largo da Ordem agrediram seu amigo por homofobia. De acordo com a mulher, os funcionários agrediram verbalmente seu amigo e depois um deles segurou o rapaz enquanto o outro desferia socos e chutes contra ele. Ao tentar apartar a confusão, a mulher também foi agredida e levou um chute na coluna.

Machucados, a mulher e seu amigo se dirigiram até a rua São Francisco onde ela permaneceu deitada na calçada em frente a outro bar. De acordo com Cristian, havia outras pessoas nesse outro estabelecimento que se recusaram a ajudar.

Ao avistar a mulher machucada, Cristian chamou uma ambulância enquanto o amigo e também vítima foi atrás da policia. O rapaz retornou com dois policiais que foram até o bar onde a agressão aconteceu. Infelizmente não encontraram mais ninguém no local.

A Lado A entrou em contato com a vítima que preferiu não divulgar o nome. A mulher ainda está assimilando os fatos e prefere não se manifestar. Ela afirmou ainda que mora em São Paulo.

Já o rapaz, amigo da mulher, também de São Paulo, está com hematomas como o olho roxo mas não precisou ficar hospitalizado.

View this post on Instagram

Ontem retornando do meu trabalho, na rua são Francisco as por volta das 01:30 em frente a um bar "conhecido" aqui em Curitiba o Joker's , eu encontro uma mulher deitada agonizando no chão aos choros, eu parei para ver o que houve e ela chorando com muita dor ( darei ênfase sim na dor dela que era tremenda) me conta que um amigo dela após sofrer agressões verbais e depois corporais de DOIS FUNCIONÁRIOS HOMOFÓBICOS DO BEC bar 2 ( aquele ali no largo da ordem ao lado do quintal do monge ) ela na tentativa de ajudar seu amigo que estava sendo segurado por um dos rapazes enquanto outro ( nome segundo ela é Lucas , um funcionário de lá, hetero branco , 1,70 de altura, alargador ) dava golpes em seu amigo , nisso ela também foi golpeada , levou um chute na coluna tão forte , mas tão forte que ela não conseguia andar e nem respirar direito. No Joker's , muita gente ali na frente, seguranças do lugar , mas ninguém disposto a fazer merda nenhuma , ela já estava deitada lá a um bom tempo enquanto seu amigo com o lábio aberto e a cara ensanguentada , chorava de raiva. Logo chamei uma ambulância , e seu amigo foi atrás da polícia. A ambulância chegou e a colocou na ambulância, e nisso seu amigo retorna com dois policiais, mas de nada deu ,pois o bar já havia fechado ( sim eles são ligeiros né ) e estou agora aguardando ela ter alta para irmos lá indentificar os agressores ,pois o rapaz amigo dela é de São Paulo e retornaria hoje a sua cidade . Quero pedir a todos que compartilhem , divulguem ,não frequentem esse lugar que comporta esse tipo de pessoa até que isso se resolva , ois vejamos bem , primeiro esses babacas que tem que pagar pelo o que fizeram , fizeram isso em público! E ninguém fez merda nenhuma , e não quero sair como herói de nada disso porque eu fiz foi o mínimo que qualquer um, repito , qualquer um deveria ter feito ! Segundo pelos funcionários do Joker's que ficaram lá olhando e não fizeram nada , escutei até um segurança falando "deve estar bêbada e fazendo escândalo". Bom , eu pedi autorização para ela para estar divulgando isso e sim, ela quer justiça eles precisam de justiça! É aqui do lado gente, a maioria de vocês passam lá todo dia .

A post shared by Cristian Nilton Wildner (@ocircense) on

 

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS