Funcionários de lojas de veículos são acusados de transfobia em Curitiba

Redação Lado A 16 de Dezembro, 2019 08h05m

Uma postagem veiculada nesta tarde de domingo (15) no Facebook denunciou mais um caso de transfobia em Curitiba. O dono da publicação relatou que funcionários de duas lojas de veículos em Curitiba se referiram à sua amiga trans com deboche.

A mulher trans estava com seu amigo, no Auto Shopping Curitiba no bairro Tarumã e foram bem atendidos em uma das lojas. Segundo a denúncia, ao sair, funcionários de outras duas lojas do auto shopping começaram a fazer piada da identidade de gênero da mulher. Os comentários questionavam se a mulher era “menino ou menina?” e “o que é isso?”. O amigo da vítima, que também denunciou o ocorrido nas redes sociais, foi questionar os agressores. Segundo o rapaz, nesse momento, os funcionários tentaram agredi-lo.

O amigo da vítima chamou a Polícia Militar que fez um Boletim de Ocorrência no local. Dois boletins foram registrados, um contra os funcionários, e o outro, contra a loja.

Segundo a denúncia no Facebook, na delegacia, os agressores debocharam mais uma vez enquanto faziam gestos de “arminha” com as mãos. Um gesto que simboliza o uso de armas de fogo, muito representado em público pelo presidente LGBTfóbico Jair Bolsonaro.

Por fim, já foi marcada uma audiência e a vítima irá levar o processo adiante. As lojas e o auto shopping Curitiba ainda não se manifestaram sobre o caso.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS