Vancouver - Canadá

 

Considerada a terceira maior cidade do país, ganha de longe como a cidade mais bonita. Além de uma paisagem fabulosa, uma série de ilhas rodeadas por montanhas, o lugar ainda conta com um clima generoso. No inverno a temperatura raramente fica abaixo de zero e no verão a média fica em 20 graus. Localizada próxima à fronteira com os EUA, na costa do pacífico e no estado de British Columbia, a cidade possui pouco menos de 4 milhões de habitantes e tem como capital a cidade de Victoria, mas todo o agito acontece em Vancouver, que acabou se tornando ponto de referência, embora muitas das atrações estejam em outras localidades.

 

Trata-se de um destino urbano perfeito. Além de toda a receptividade da população local, a cidade conta com ótimos hotéis, cassinos, programas culturais e atrações turísticas. A má notícia é que o tempo pode ficar chuvoso, garoando durante dias seguidos no inverno. Mas isso não impede em nada o bom ânimo dos moradores da região que já dão motivo suficiente para você se animar. A cidade tem muita gente bonita, é verdade, mas me refiro ao bom humor e a sempre disposição dos canadenses em tratar bem os visitantes. Vale a pena lembrar que a cidade foi escolhida como a melhor do mundo para se morar pela Unesco.

 

Cutural

Além de diversos festivais de cinema, teatro, comédia, dança, a cidade possui uma vida cultural agitada, mesmo durante o inverno. Em todos os hotéis, livretos semanais trazem as novidades para os visitantes e nada é extremamente caro. Vale a pena conhecer as cidades vizinhas: Victoria e Whistler, onde ocorre no mês de fevereiro a semana gay de esqui. A parada gay é comemorada em julho, no alto verão, com muitos fogos de artifício no centro de Vancouver.

 

Dicas

Se você quiser economizar, evite os meses de férias dos americanos e canadenses (junho a agosto e dezembro). No final de dezembro e início de janeiro, a cidade é um ótimo lugar para compras pois as lojas estão promovendo queimas de estoque.

 

Locais que você não deve deixar de visitar: The Storium (teatro em ruas subterrâneas), Ponte Capilano (ponte de madeira suspensa em um cânion de 200m), Grouse Mountain (estação de esqui mais próxima), Stanley Park (parque com totens e um grande aquário), Granville Island Market (mercado de diversos produtos, entre eles frutos do mar, com marina, onde se pode alugar um barco, e lojas e restaurantes), entre outros. Se você tiver bastante tempo, vá ao Museu Natural em Victoria ou em uma das galerias de arte da cidade. Se você for gay, precisa conhecer a Davie Village, o bairro gay da cidade. Você pode explorar a cidade em ônibus de dois andares,  a pé ou por meio de barcos que servem de ônibus. Visitar baleias orcas em sua rota em alto mar e ir à um jogo de hockey são programas imperdíveis para quem visita a região. Lagostas, camarão, carangueijo e outros frutos do mar e principalmente salmão, fresco ou defumado, são os pratos tradicionais da região.

 

Lembre-se que no inverno os dias duram 6h (10-16h) e no verão a luz do sol permanece por mais de 16h (06-22h).

 

 

Davie Village

O point gay da cidade era apenas composto por algumas lojinhas e casas noturnas, mas o esforço da organização local GLBA, com apoio da prefeitura local e comerciantes, tranformaram toda a região da Davie Street e um grande centro de convivência a céu aberto. Por seis quadras entre as ruas Hornby e Nicola, e em algumas ruas adjacentes, borbulham lojas de roupas íntimas, sex shops, livrarias, cafés, restaurantes, boates, livrarias, saunas e hotéis. Todos os estabelecimentos ostentam uma bandeirinha do arco-íris em sua porta, algumas, com grande bandeiras sobre a construção, em sinal de amizade ou amor ao público gay. Em todos os postes, bandeiras anunciam que você chegou à rua gay que há 27 anos organiza um dos eventos que mais traz turistas à cidade.

Categoria: 




Conteúdo relacionado