Manifestação em Porto Alegre contra a crise tem participação de grupo gay

Aconteceu na última segunda-feira, dia 30 de março, uma manifestação em Porto Alegre em protesto ao problema que assola o país: a temida crise econômica e seus aplicadores. O Grupo Desobedeça, numa iniciativa de levantar a consciência da comunidade GLBT, participou da manifestação com a faixa: "Sou trabalhador e homossexual. Não pago pela crise!”.

A iniciativa tem como intuito mostrar que o grupo Desobedeça está em todos os lugares e que a expressão sexual, apenas é um agravante na crise capitalista, pois as diferenças construídas por este sistema para diferenciar as pessoas, é uma forma de saber quem deve pagar pela crise. Para Roberto Seitenfus coordenador do grupo, a manifestação foi bastante produtiva no sentido de que se pode mostrar às outras pessoas a questão da diversidade sexual. Que independentemente da orientação sexual de cada um, pagamos nossos impostos e temos direitos.

“Para construir uma sociedade onde todos sejam vistos enquanto seres humanos, é necessário mudar a lógica de ver a pessoa enquanto mão de obra barata, é necessário fazer com que banqueiros e grandes empresários que jogaram o mundo nesta crise, na busca de seu lucro pessoal, que paguem pela crise, diminuam seus lucros e assim sustentem a crise que criaram”, afirmou Seitenfus.

Categoria: 




Comentar

Conteúdo relacionado