Veja as dicas de Gloria Kalil para não se cometer gafes com gays

O famoso quadro de etiquetas apresentado pela consultora Gloria Kalil teve uma edição especial no mês de junho. Em comemoração ao mês do Orgulho Gay, o programa Fantástico exibido pela rede Globo, apresentou uma edição de etiquetas em festas ou ocasiões gays.

A matéria fazia referência às mudanças do mundo, sobretudo nas relações sociais. Durante o quadro, várias pessoas faziam perguntas relacionadas a gays enquanto Gloria Kalil do outro lado tirava estas dúvidas. As perguntas eram das mais simples às mais complexas, dúvidas que muitas vezes a maioria das pessoas quer saber mas acabam tendo vergonha de perguntar. Uma delas, por exemplo, fazia referência ao envio de convites.

“Eu tenho uma festa para organizar e tenho dois amigos gays. Como eu devo endereçar o convite?”. Gloria Kalil respondeu dizendo que o normal é se fazer dois convites distintos e enviar, mesmo que seja para o mesmo endereço.

Outra dúvida curiosa. “Quando eu me dirigir a um transexual eu uso ele ou ela?” Para Gloria o mais correto mesmo é se dirigir a transexual como sendo ela já que o mesmo fez uma operação ou se veste no intuito de se tornar mulher.

De todas as questões abordadas na matéria talvez a mais engraçada tenha sido a de uma mulher que pergunta: “Como eu faço quando eu sei que a pessoa é gay mas não quer assumir? Finjo que não sei?”  Obviamente, assim como deve ser, Gloria Kalil respondeu que a pessoa deve fingir não saber, até porque se a pessoa em questão quisesse mesmo contar já teria dito.

De forma clara e leve, o assunto homossexualidade foi abordado no quadro “etiqueta” por Gloria Kalil. Se você quer conferir essas e outras questões abordadas na mataria acesse o link abaixo:

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1194274-15605,00.html

Categoria: 




Comentários

Sutilmente homofóbica em duas situações: se for casal hetero um convite, se for casal gay, dois convites. Qual a diferença ? No final da reportagem ainda conclui que gay pode ficar com mulher, porque tudo pode acontecer. Isso seria uma mudança mais adequada ?

Não gostei nada dessa reportagem. Além das perguntas ridículas, as respostas foram piores. Nunca vi essa história de dois convites. E as camas separadas para quando convidar um casal gay??? É óbvio que o bom senso deve reinar. Você só convida alguém para dormir na sua casa ou para seu casamento se for bem amigo. E se a pessoa não conhecer bem o casal, não terá problema nenhum em indicar as camas de solteiro. Mas se a pessoa sabe que é um casal, é claro que tem que oferecer uma acomodação para o casal.

Sutilmente homofóbica em duas situações: se for casal hetero um convite, se for casal gay, dois convites. Qual a diferença ? No final da reportagem ainda conclui que gay pode ficar com mulher, porque tudo pode acontecer. Isso seria uma mudança mais adequada ?

Não gostei nada dessa reportagem. Além das perguntas ridículas, as respostas foram piores. Nunca vi essa história de dois convites. E as camas separadas para quando convidar um casal gay??? É óbvio que o bom senso deve reinar. Você só convida alguém para dormir na sua casa ou para seu casamento se for bem amigo. E se a pessoa não conhecer bem o casal, não terá problema nenhum em indicar as camas de solteiro. Mas se a pessoa sabe que é um casal, é claro que tem que oferecer uma acomodação para o casal.

Comentar

Conteúdo relacionado