A volta das sungas: Federação internacional de natação deve banir os macacões

Se você já andava sentindo falta das apertadas e tradicionais sunguinhas durante as competições de natação, pode comemorar. A federação internacional de natação vai banir os macacões e já habituais “maiôs”, tamanha foram as polêmicas geradas após muitas competições.

Algumas marcas famosas e fabricantes dos chamados supermaiôs andaram desobedecendo a federação que é bastante rígida quanto às modificações permitidas no traje dos atletas. Isto envolve desde sua concepção visual, como no caso da famosa marca Adidas que queria incluir as três listras em seus trajes, até a concepção tecnológica necessária para melhor desempenho do atleta na piscina.

Alguns trajes passaram pelo pente-fino da federação e não foram aprovados. A lista é enorme. 348 trajes foram analisados pela entidade no Instituto de Tecnologia e Ciência da Suíça r e, deste total, 202 foram aprovados.

De acordo com a regra, nenhum traje que reduza o atrito com a água ou que ajude na flutuabilidade do nadador deve ser usado. Esse é o ponto de partida. As fábricas dos trajes reprovados devem entrar com ações contra a FINA.

Polêmicas à parte, quem acaba ganhando nesta briga é o público que provavelmente verá nadadores com seus corpos sarados e músculos muito bem distribuídos em pequenas sungas, certamente os espectadores que não andava muito às voltas com as competições de natação voltarão com tudo na próxima temporada, tudo para não perder nenhum detalhe.

Categoria: 




Comentários

Não tenha dúvidas que nós espectadores teremos um motivo a mais para prestigiar os corpos, corrigindo o esporte.

Não tenha dúvidas que nós espectadores teremos um motivo a mais para prestigiar os corpos, corrigindo o esporte.

Comentar

Conteúdo relacionado