Câmara dos Deputados fará audiência pública sobre assassinatos contra a população LGBT

Após pedido da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT, no próximo dia 24 de novembro, a Câmara dos Deputados, em Brasília, promoverá uma audiência publica para debater o aumento das mortes de homossexuais no Brasil. Segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB), colhidos de notícias na impresa, portanto subnotificados, entre 2007 e 2009 houve um aumento de mais de 60% nos casos de pessoas mortas no país em razão de serem homossexuais.

O evento será no período da tarde e reunirá membros da sociedade civil e parlamentares e membros do governo para discutirem os dados e propor ações de enfrentamento.

Entre os anos de 1980 e 2009, o GGB reuniu dados de 3.196 homicídios de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros em todo o país, com uma média de 110 mortes por ano. Em 2009 porém 198 homossexuais foram mortos no Brasil, 11 a mais que no ano anterior e 76 a mais do que em 2007. O aumento significante criou a necessidade de se debater o tema. O Brasil é considerado o país com mais crimes homofóbicos do mundo e mesmo em países latinos, proporcionalmente, este número é acima de todas as médias.

No ano passado, o Paraná empatou com a Bahia como local onde mais acontecem estes crimes. Foram 25 assassinatos segundo o GGB, 15 travestis, oito gays e duas lésbicas.
 

Categoria: 




Comentar

Conteúdo relacionado