Porque você não está casado...

Você não passa de uma fantasia virtual, se acha a Madonna, tem síndrome de Peter Pan, é desesperado e se parece um garoto de programa, digno de capa de revista.

 
A vida moderna, o estilo de vida do novo milênio e a era da internet modificou nossas vidas afetivas tornando ainda mais complicada a incessante busca pela alma gêmea. As pessoas têm dado menos valor à prática do casamento, da vida a dois e a maioria nem se quer acredita mais em amor.
 
Mentira. Se você não está casado é porque, provavelmente se acha o último biscoito do pacote ou aquela valiosíssima peça de um leilão de jóias. É importante que, antes de qualquer coisa, seja dita a verdade: o último biscoito do pacote dá azar e a tão cotada relíquia do leilão não passa de uma famosa peça encalhada, em que todos olham, analisam, tiram os prós e os contras - passam até a mão - e chegam à conclusão de que não valem o preço à mostra.
 
Você está solteiro, não dá certo com ninguém, fica se auto questionando, tendo crises existências, porque na verdade nem faz idéia do tipo de pessoa que é. Ponto. Você não está casado simplesmente...
 
Porque você é a capa da revista – a não ser que você seja o Ryan Reynolds ou, pelo menos, o irmão dele pode sentir-se no direito de escolher as pessoas pela beleza física. A realidade é que, segundo pesquisas, uma porcentagem mínima de pessoas no mundo são consideradas belas perante os padrões estéticos. Então você morre de fome, fica contando o número de calorias que ingere num almoço entre amigos; se mata na academia ingerindo mais Jack 3D do que água,corre 5 quilômetros por dia, toma todos os tipos de bomba e BOOOM! Surpresa - Sua vida é uma explosão de decepções. 
 
Você vive a vida como se estivesse num capítulo de Malhação, quer se parecer o cara lindo, rico, sarado e feliz que sai na capa da revista e, por esse motivo, se sente na obrigação de se relacionar com pessoas com esse estereótipo, pois assim sendo, vale o esforço, não é mesmo?
A verdade: o cara da capa da revista fez um ciclo de bombas iranianas, das mais pesadas possíveis para secar e ficar “bem na foto”, que também passou por minúcias do Photoshop e que rendeu a ele no máximo, o valor de R$800,00 - disse reais - sem a comissão da agência. Ele, provavelmente, mora de favor ou, numa torre de babel dividindo apartamento com mais cinco modelos “tão bem sucedidos quanto ele”. O cara da capa da revista de hoje é sempre substituído por outro na edição posterior. Isso explica porque ele sempre se deita com você e some no dia seguinte.
 
Porque você é a Madonna – Você é o máximo, super bem resolvido, dá sempre um show quando chega aos lugares, paga as próprias contas, tem o emprego dos sonhos, o carro do ano e muitos, muitos zeros na sua poupança. Sua vida é brilhante, regada a champagne, cheia de glamour e aventuras como a de qualquer celebridade. Só não confunda a sua jornada com a da Madonna e pare de esperar pelo aparecimento de um Jesus na sua vida, a não ser que Este seja Jesus Cristo, do contrário estará perdendo o seu tempo. 
 
A verdade: as pessoas adoram celebridades na televisão, no Iphone, no Ipad, no Ipod – é até onde se pode. Dentro de casa eles querem um ser humano comum, que não seja tão fútil e sem conteúdo, que tenha química no beijo, faça um bom sexo, que passe segurança, dê atenção e respeito. Se você intimida as pessoas, passa uma imagem que não existe e que nem mesmo combine com você, vai terminar a vida fazendo shows em cabarés de quinta. Saiba que a Sandy também tem diarréia e c**a como uma porca quando come uma feijoada que não cai bem, e a Rhianna que é a Rhianna leva bofetada na cara e não fica de graça.   
 
Porque você é o Peter Pan – Você luta com você contra si mesmo, se esquiva do tempo que insiste em lhe dar mais uma ruga. Ficou parado no dia em que o reflexo do espelho mostrava uma imagem de 22 aninhos e, por qualquer intempérie, nunca mais retornou para ver o próprio rosto. Você vive a vida como se ainda fosse adolescente e espera atrair pessoas tão jovens quanto pensa ser, e às vezes, até atrai porque tem um bolso cheio de notas novinhas, um apartamento na praia bem novinho e uma Ferrari bem novinha – afinal tudo que é novo atrai gente nova.
A verdade: você é aquele maduro frustrado que banca um gatinho que jura de pé junto que te ama e que, na maioria das vezes, nega fogo porque já matou o tesão dele com alguém na rua (mais jovem, claro). Na hora do sexo o menininho está quase sempre morrendo de excitação com os olhos bem fechados, pode reparar - o que significa que a cabeça dele está em outra pessoa. E não adianta fazer plásticas, mudar de pele, trocar a cabeça – a juventude está no brilho dos olhos, numa expressão ingênua, numa atitude pueril indigna de qualquer cirurgia.  Então você pula de galho em galho, de creche em creche, até perder a paciência e chegar à conclusão que o melhor é adotar uma criança – que é muito mais válido e satisfatório, já que você não suporta a idéia de dividir a vida com alguém da mesma idade.
 
Porque você é a fantasia virtu@l – Você é o cara que recebe milhões de mensagens nos sites de relacionamentos, milhares de pedidos de amizade no facebook, é acompanhado por inúmeros fans no Twitter, todos amam seus posts e enchem de comentários, o que lhe é imensamente gratificante.  Sua vida está no MSN, Skype, Grindr e você dá mais atenção para as solicitações de amizade do que para a própria mãe. E ainda assim, “curtindo” a vida na pegação espera que um príncipe encantado apareça e faça um download na sua vida. 
A verdade: sites de pegação são destinados para pessoas solteiras e que desejam “curtir” o momento. A outra parte são os infiéis que usam esse artifício para terem suas aventuras extraconjugais ou, indivíduos recalcados que se escondem por qualquer motivo que seja. Você, na maior das hipóteses, será amante, um casinho que não vai pra frente e quem sabe considerado um sexo gostoso de uma tarde chuvosa de Terça. As pessoas, na maioria das vezes, irão te twittar, add, “curtir” com a sua cara e depois apertar o delete, porque o HD está cheio e precisam de espaço para salvar um arquivo novo.
 
Porque você é o garoto de programa – Você vive a vida deslumbrado, está em todas as festas, “tomando balas”, senão o drops todo, veste uma calça da Diesel originalmente da 25 de Março ou da Uruguaiana, usa cuecas da D&G, participa de tardes Vips num iate entre “amigos”, põe um óculos PRADA que só você acredita ser original e vai pra rua afim de fisgar o grande pretendente que poderá lhe dar a vida que julga merecer.
A verdade: a diferença entre você e um garoto de programa é que você faz sexo de graça, se ilude com pequenas coisas e vive a vida dos outros. O que você precisa entender, é que a maioria das pessoas não são tão ricas quanto parecem ser, que grande parte que vive em Ipanema ou no Jardins gasta R$4.000,00 de aluguel e ganha R$3.000,00  e que reis só se casam com vassalos em filmes épicos. É melhor fazer seu pé de meia ao invés de depositar as fichas num programa que pode ser uma “Cilada”. 

 
Se você não se encaixa em nenhuma das opções anteriores e continua encalhado seu caso é realmente grave, colega. Procure ajuda especializada, urgente!

 
Agora, se você está solteiro por conta própria e é feliz assim – vá viver a vida, se joga! Caso algum dia tenha interesse numa vida conjugal, saiba de antemão que é possível sim ser feliz num casamento, desde que consiga enxergar além do que os olhos veem.

 
Sem dogmas,
Sem paradigmas,
Sem pré-requisitos,
Mas de cara limpa!

 

Sobre o autor convidado: Bruno de Abreu Rangel escreve no Blog: http://wwwbarbrazil.blogspot.com.br/ e mora no Rio de Janeiro.

 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado