Nova pesquisa aponta que uma pílula de Truvada antes do sexo reduz em 80% a chance de transmissão do HIV

Um estudo preliminar francês declarou esta semana que o medicamento Truvada, já apontado como o futuro do tratamento contra o HIV Aids e chegou a ser indicado pela OMS como uma possibilidade de evitar a tramissão em grupos vulneráveis se tomado em massa, é capaz de evitar a infecção pelo vírus com uma única dose. Chamado de Proxilaxia pré exposição, tomar o truvada antes de fazer sexo eliminaria 80% de chance de infecção, apontou a pesquisa ainda não terminada.

Coordenado pelo professor Jean-Michel Molina, 400 homens voluntários de Montreal e na França participaram do estudo. Parte deles tomou um placebo e a outra parte que tomou o medicamento teve menores índices de infecção. A pesquisa durará mais um ano e promete revolucionar a vida sexual de homens gays e bissexuais, ou pessoas com vida sexual sem preservativo. O médico porém reforça que o uso da camisinha continua a ser a forma mais garantida de prevenção.

No Brasil o medicamento Truvada continua sem regulamentação. No país, os remédios para pacientes portadores de HIV Aids só podem ser encontrados na rede pública ou de forma ilegal, pois a venda nas farmácias não é permitida. Os medicamentos que o Brasil utiliza não são os mais modernos, e os tratamentos diferem dos mais atuais, mas o governo insiste em manter o controle do tratamento para poder ter ações estratégicas no controle da epidemia.



 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado