Transexual é desqualificada da final de Concurso de beleza por sua identidade de gênero

Jossy Yendall, 29, estava extasiada por descobrir que havia conquistado um lugar na final do concurso de beleza Miss Galáxia, do Reino Unido. Mas a felicidade não durou muito tempo, como contou para o ITV. Não havia como descrever o choque que foi ser informada pelos organizadores que ela fora excluída do concurso porque não é uma mulher biológica. 
 
A trans, que trabalha como cuidadora em Gateshead, revela que em sua carta de aplicação havia mencionado sua identidade de gênero como mulher trans, logo no início, portanto não tinha como a organização não saber antes de selecioná-la. 
 
“Eu estava muito orgulhosa por finalmente viver em uma sociedade que aceita mulheres transexuais nesse patamar. Mas, aí, quando mando um e-mail para confirmar a minha participação e menciono os meus sentimentos, imediatamente sou informada que não posso mais participar. Segundo eles, as regras dizem que é preciso ter nascido mulher para ser uma das candidatas”, desabafa Yandall. 
 
O recurso encontrado foi entrar com uma petição, onde ela descreve a frustração, não só dela, mas comum entre as mulheres trans, de serem excluídas e terem seus direitos barrados por conta do corpo com o qual nasceram. Para reiterar seu argumento, ela usa o exemplo da celebridade trans Caitlyn Jenner, eleita Mulher do Ano. 
 
A assessoria de imprensa respondeu dizendo que as finais seguem as mesmas regras de nível internacional, como o Miss Universo, Miss Mundo e Miss Internacional e, que antes da final, que será realizada nos próximos meses, esse item não sofrerá alterações. Mas, eles afirmam também que a experiência é positiva e trouxe uma pauta a ser discutida e revista antes dos próximos concursos. 
 
Fonte: PinkNews
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado