Primo da Rainha Elizabeth II se torna o primeiro gay da realeza britânica a sair do armário

A Inglaterra é um país modelo na discussão sobre os direitos LGBTs. Entretanto, há muito tempo a comunidade espera por alguém da família real britânica se assumir gay ou lésbica. O que finalmente aconteceu com o primo da Rainha Elizabeth II, Lord Ivan Mountbatten, que se assumiu e apresentou seu namorado em uma entrevista ao Daily Mail. Ele, que já foi casado e é pai de três filhas, conta que se aceitar e assumir foi processo longo e doloroso. 
 
Quando se casou com Penny, ele conta que já sentia atração por homens e, segundo ele, contou para a esposa a sua orientação bissexual. Ela aceitou e o apoiou para seguir em frente e construir uma família que, hoje, ele se orgulha. O casamento acabou quando ele não conseguiu oferecer tudo o que a esposa precisava de um marido. Ele relatou que foi naquele momento que passou por um processo interno de entendimento e aceitação sobre a sua sexualidade. 
 
Segundo Mountbatten, o problema nunca foi se assumir para a sua família, mas sim lidar com as concepções da sua geração, que cresceu bastante homofóbica. “Enquanto eu crescia, a homossexualidade era conhecida por ‘o amor que não se ousa dizer o nome’. Mas o incrível é onde chegamos em termos de aceitação”, disse na entrevista.
 
Agora, o Lord se diz feliz com seu namorado, James Coyle, diretor de cabine de uma companhia aérea. Mas ainda afirma que está na hora de a família real demonstrar mais apoio para a comunidade e para o seu relacionamento. 

 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado