Katy Perry recebe homenagem por luta LGBTQ e conta que já rezou pedindo para não ser gay

Quem conhece a história da cantora pop Katy Perry sabe que ela começou a sua carreira na música Gospel. Com uma educação fundamentada na religião, Katy contou durante o seu discurso no National Equality Award at the Human Rights Campaign Gala, realizado em Los Angeles, onde foi homenageada por ser uma voz à comunidade LGBT, que já intercedeu às divindades para que Jesus a afastasse do seu lado gay.
 
A premiação, que aconteceu na noite do dia 18 de março, trouxe várias revelações sobre a cantora. Ela explicou que suas músicas são muito mais do que produtos comerciais, mas que trazem uma mensagem sobre quem ela é como pessoa. Por isso “I Kissed a Girl” é um hino sobre como ela lidou com a descoberta da sua bissexualidade. “Eu conto minhas verdades e desenho minhas fantasias nas minhas músicas. Por exemplo, ‘Eu beijei uma garota e gostei’. Verdade seja dita, eu fiz bem mais do que isso.”
 
Ela explica que descobriu esse lado na adolescência, e que enfrentou muitas dificuldades para conseguir conciliar sua religiosidade com sua experiência pessoal. Por isso, ela conta que se dedicou bastante a orações e pedidos para que seu lado gay ficasse escondido e não aparecesse mais. 
 
“Eu encontrei meu dom e meu dom me apresentou a pessoas fora da minha bolha. E minha bolha explodiu”, explicou a cantora sobre a solução encontrada para superar os seus problemas. Segundo ela, foi a abertura das portas do mundo pop que a fizeram viver em paz com suas experiências. 
 
“Eu nunca vou deixar de ser uma vencedora, uma aliada, uma luz e uma voz amorosa para todas as pessoas que se identificam com a sigla LGBTQ”, ressaltou a cantora. 
 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado