Alunos fazem Mini Parada na Universidade Positivo para lacrar semana especial

Alunos do curso de Comunicação Social da Universidade Positivo (UP), em Curitiba, realizaram no campus principal da instituição, no Ecoville, uma semana inteira de conversas com militantes sobre homofobia. A "Semana Contra a Homofobia" reuniu convidados que falaram a alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda sobre experiências e conceitos e o evento foi encerrado com duas manifestações pedindo o fim da homofobia.
 
Entre os convidados estavam os militantes Igo Martini (Appad), Allan Johan (Coordenação da Diversidade Sexual da Prefeitura de Curitiba e fundador da Lado A) e o jornalista João Pedro Schonarth, que ficou conhecido por ser vítima de um cartaz homofóbico, atacando ele e seu esposo que se mudavam para uma nova casa, em março deste ano, no bairro da Água Verde. Oficina de cartazes, muitas matérias e filmagens movimentaram a vida acadêmica dos alunos que encerraram as atividades protestando ao ar livre. Os programas e produtos da Rede Teia, que reúne as mídias produzidas pelos alunos da UP, trouxeram mais convidados e fizeram um belo trabalho de conscientização.
 
No evento de visibilidade, os alunos se reuniram no Eixo de Convivência da UP, de manhã e de noite, com cartazes e bandeiras e marcaram frente contra a homofobia, lesbofobia, bifobia, transfobia e todo tipo de preconceito. Os esforços deste ano surgiram depois de um caso de homofobia que motivou a criação de um núcleo de Direitos Humanos do curso de jornalismo. No ano passado, um alundo de Jornalismo agiu de forma preconceituosa e ofensiva contra outro estudante, em um grupo de WhatsApp. A movimentação sobre o universo LGBT desta semana motivou os professores a realizarem um curso sobre o tema, que acontecerá esta semana, a fim de que compreendam melhor o assunto trazido pela comunidade.


Imagens: Rede Teia

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado