Curitiba tem exibição de filme gay Corpo Elétrico esta semana

Estréia neste fim de semana em Curitiba, o drama “Corpo Elétrico”, primeiro longa-metragem do diretor Marcelo Caetano. O filme conta a história de Elias, 23 anos, gay, nordestino e começando a vida adulta em São Paulo, onde ele divide seu tempo entre trabalhar numa fábrica têxtil e ter vários relacionamentos casuais com homens, onde vamos descobrindo cada vez mais sobre sua personalidade. 
 
A inspiração do título vêm do poema “Eu Canto o Corpo Elétrico” do americano Walt Whitman, uma exaltação à beleza dos corpos. O longa traz o ator estreante Kelner Macedo como protagonista, e conta com participações da cantora trans Linn da Quebrada e a drag Márcia Pantera. 
 
O filme tenta se distanciar dos estereótipos do cinema gay, ao trazer personagens que não são marginalizados, e nem vítimas de violência: “O que a gente exclui e evita é o fatalismo. É esse desejo mórbido do espectador em ver esses corpos sendo violentados, vitimizados e agredidos. Devemos puxar esse tapete para a gente chegar a outro lugar de representação e imagem. A gente tem que construir outras referências e repertórios mais interessantes”, diz o cineasta.
 
Marcelo Caetano,35 anos, é formado em Ciências Sociais, e foi para o audiovisual em 2005. Em 2009, seu curta-metragem “Bailão” correu festivais pelo país. Recentemente, ele foi produtor de elenco no aclamado “Aquarius”, onde ele topou com Kelner, que não foi escalado para participar do filme, mas que impressionou Caetano à ponto de chamá-lo pro seu próprio filme.
 
“Corpo Elétrico” estará até o dia 30/08 em cartaz no Espaço Itaú de Cinema no Shopping Crystal, com sessões sempre às 21:30h.
 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado