Supermercado de São Paulo distrubui “cartilha da família” que diz que gays são “distorção da criação”

A rede de supermercados Hirota Food, em São Paulo, está distribuindo a seus clientes cartilhas com conteúdo homofóbico. O material faz menções bíblicas e condena além das relações homoafetivas, atitudes como aborto e sexo antes do casamento. De acordo com a cartilha, o casamento homossexual é “um erro, uma paixão infame, uma distorção da criação.”.
 
A cartilha traz mais de 30 mensagens escritas pelo pastor da Igreja Presbiteriana, Hernandes Dias Lopes. Mais de 10 mil exemplares estão sendo distribuídos nos caixas para cada cliente que passa suas compras. A ideia foi contestada por alguns clientes que deixaram comentários nas redes socias. “Péssimo! E ainda acham que estão transmitindo valores!”, disse um dos frequentadores do supermercado no Facebook. O material incentiva que mulheres sejam submissas aos seus maridos e considera o aborto como um crime hediondo.  “A submissão da esposa a seu marido é sua felicidade e segurança”, diz o texto do pastor Hernandes.
 
A cliente Vanessa Camargo, de 29 anos, desabafou nas redes sociais quando, ao passar  suas compras no supermercado Hirota, recebeu a cartilha. A consultora financeira disse que estava acompanhada da noiva quando foi ao mercado e ficou constrangida ao ler o conteúdo do material. “Eu tenho muito a dizer diante desse tipo de postura que fere e desrespeita milhares de seres humanos e milhares de famílias que existem”, escreveu Vanessa no Facebook. “E é isso que a minha fé me ensina: que Deus é amor! E onde há desrespeito não há amor. Eu não volto mais aquele lugar. Eu nao financio homofobia. Nao financio transfobia. Nao financio bifobia. Nao financio desrespeito.”, completou. 

A marca postou uma nota lamentando o ocorrido. “O Hirota Food Supermercados lamenta qualquer transtorno que tenha causado pela distribuição da cartilha da família. Reiteramos que em momento algum tivemos a intenção de polemizar, ofender ou discriminar qualquer forma de amor. Em nossos valores não há nenhum tipo de preconceito em relação à gênero, religião ou raça. Atendemos todas as famílias da mesma forma, com a mesma humildade e carinho. Nossas sinceras desculpas a todos.”. 
 
Mesmo tendo emitido nota oficial, o livreto ainda continua sendo distribuído no supermercado. A página oficial no Facebook do supermercado Hirota comumente faz posts e menções de conteúdos cristãos e divulga um link de uma revista mantida por um grupo católico.  Um protesto com militantes do movimento LGBT está marcado para acontecer esta semana, na Avenida Paulista, em frente ao supermercado, onde ocorrerá um “beijaço”. 

 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado