Blog do Johan

Allan Johan

Nossa pobreza é de espírito

Em uma destas poucas excursões pela cidade, a cada dia nos trancamos mais na proteção dos nossos lares e dos shoppings centers, presenciei uma cena pavorosa. Um senhor, pai de família, agredia um desses marmanjos que pedem dinheiro ali na região da Boca Maldita. Estava aborrecido com a insistência do rapaz a pedir dinheiro, pela perseguição que já durava algumas voltas.




Diário do fim de semana e momento filosófico

Floripa é tudo de bom no verão

Era sábado, mais de onze da noite, depois de ter prometido ao meu namorado que ficaríamos em casa, que não viajaríamos naquele fim de semana para Floripa, como fazemos todos os meses, mudei de idéia. Esta meio gripado e cansado mas o compromisso me chamou mais alto. Todos os meses eu deixo o litoral de Santa Catarina para entregar pessoalmente a revista Lado A, como uma forma de garantir um bom relacionamento com os donos das casas. Além de uma escapada estratégica de Curitiba.




Independência...

O amarelo do ouro roubado e o verde das matas violentadas reapareceram este ano, após a copa do mundo de futebol. Agora, no sete de setembro - nome de rua, marco de nossa autonomia como estado e passagem da coroa da mão do Rei pai ao filho – tudo é evidência um patriotismo todo nosso. Apático e temporal.




E se o filho for homossexual?

Encontrei um livro maravilhoso, ou melhor, ele me encontrou, que trata da criação de filhos meninos. Na página 124, do livro Criando Meninos da Editora Fundamento, o delicado tema que assusta pais e mães é abordado. De modo resumido, o texto retrata muito bem a realidade. A obra é de um terapeuta britânico, Steve Biddulph, e é best-seller em todo o mundo. Um livro sobre filhos que trabalha muito bem a ansiedade e a auto-estima dos pais. Abaixo, o referido capítulo:




Política: Em quem votar?

Os gays devem votar em candidatos homossexuais ou não devem ter este tipo de preconceito na hora de confiar o seu voto? A população gay é dividida sobre o assunto e a polêmica está longe de ser encerrada. Nesse meio tempo, perde-se força para as bancadas evangélicas que aumentam com o voto cativo e derrotam leis que promovem os direitos de gays e lésbicas.




Ficando mais velho

O tempo exerce em todos um fato incontestável, nós envelhecemos. Mas não apenas envelhecemos como também ficamos mais experientes, mais seletivos. Mas é inevitável dizer que a idade traz um pouco de saudosismo, o corpo fica mais pesado, a memória falta e a vontade é de ficar na cama. Calma! Tenho apenas 26 anos mas isso é o que dizem sobre envelhecer. Eu tenho estado tão impressionado com isso que até percebi que menos de 10 anos são suficientes para “ficar velho”.




Uma concepção de Deus

Fui assistir o filme mais polêmico do momento, O Código Da Vinci. Já havia lido o livro. Achei interessante. Mas claro, segui com ressalvas ao conteúdo, à ideologia que passam. Mas confesso, não saí ileso, nunca saímos. Somos todos náufragos em um mar de ideologias. E não há nada que não seja ideológico. No final, pode até ser contra-ideológico, contra uma ideologia, mas será uma ideologia de fato.




Manual básico de como fisgar alguém

Depois de anos de namoro, o indivíduo novamente solteiro perde a noção de como conquistar uma pessoa. Fica ainda mais esquisito quando essa pessoa passa para a freqüentar meios antes desconhecidos como o ambiente da internet ou baladas. A pedidos, elaboramos um “manual básico de como fisgar alguém na boate”. Parece fútil mas é quase um trabalho social de readaptação para solteiros encalhados.




Fantasma chamado Ex

De todos os medos e aflições que rondam uma relação, nada assusta mais do que o personagem do ex-namorado. Amores mal resolvidos e ainda mais a presença de alguém que já esteve no lugar do atual, parecem desestabilizar muitos namoros por aí. A comparação é obrigatória? Como era o ex na cama? Por que terminou? Quanto tempo ficaram juntos? A competição com os anteriores é natural e o medo de perder esse jogo mais compreensível ainda.




Sem preconceito?

O preconceito está a cada dia mais velado, discreto. É comum as pessoas falarem que não têm nenhum tipo de preconceito, que aceitam as diferenças numa boa. Mas a grande verdade é que a discriminação ainda existe, está cada dia mais enraizada em nossa cultura e se revela de forma quase impercebível.




Terrorismo no ar


Na semana passada, foi divulgado pela imprensa mundial um vídeo onde Osama Bin Laden promete mais um ataque terrorista em terras estadunidenses para o mês de fevereiro. Tamanha coincidência, nesse mesmo mês estarei excursionando pelo país, a turismo e a trabalho, conhecendo um pouco mais a casa do Tio Sam. Aproveitando, gostaria de comentar o assunto, já que esse espaço vem servindo de fórum para as mais distintas discussões.

O terror




Páginas