Últimas Notícias

Educação e inclusão: UFPR do Litoral tem cota para Travestis e Transexuais

A Universidade Federal do Paraná, a primeira universidade do Brasil, foi uma das primeiras universidades brasileiras a permitir o uso do nome social de estudantes Travestis e Transexuais, ainda no início dos anos 2000, realidade hoje em mais de 20 Universidades e faculdades brasileiras. No final de 2014, a UFPR incluiu cota de até 5 das 18 vagas para o curso de Mestrado em Desenvolvimento Territorial Sustentável, conforme o item 5.2.d do Edital 12/2014. As vagas são de prioridade para afrodescendentes, indígenas ou pessoas trans.



Caso Clube do Carimbo: UNaids declara preocupação com abordagem da imprensa brasileira

Em dezembro e em fevereiro, a imprensa brasileira repercutiu dois blogs da internet onde supostamente homossexuais ensinavam e se vangloriavam de transmitir o vírus HIV a outras pessoas sem que eles soubessem. Para a Unaids, órgão que cuida da questão do HIV e Aids dentro das Nações Unidas, a possibilidade de aumento da discriminação a pessoas que vivem com o HIV é “preocupante.



Chica Chiclete – Vereador drag queen assume cargo no ES, mas desmontado

O vereador Francisco Spala (PMDB), mais conhecido como a drag queen Chica Chiclete, tomou posse na cidade de Vila Velha, Espirito Santo, nesta segunda-feira. Conhecida na cena noturna local das antigas, a drag era suplente do companheiro de partido Anderson Almeida, o Andinho, que se licenciou para assumir a Secretaria de Lazer, Esporte e Cultura da cidade.

Em seu discurso de posse, não vestido como drag, apesar de ter feito toda a campanha como Chica, Chico defendeu a educação infantil e chamou a atenção para a quantidade de jovens ociosos das ruas da cidade.




Dupla maternidade é reconhecida no Paraná em caso de bebê prematuro que não sobreviveu

Shirley Andrade de Souza e Cristiane Vanessa Liber Kagohara, de Campo Largo, em união estável há 10 anos, casadas desde 2012, conseguiram na Justiça o direito de o filho Alan Andrade Kagohara nascido em janeiro de 2013 de ter o nome das duas na certidão de nascimento de Alan, nascido de 7 meses,  o bebê acabou não sobrevivendo, falecendo em 11 de Abril de 2013, mas o seu direito foi assegurado  em decisão post mortem, em agosto do ano passado.




Tripla paternidade: RS reconhece mais uma vez direito de criança ter nome de duas mães e um pai em certidão

Juntas desde 2008 e casadas, duas mulheres gaúchas e um amigo do casal geraram um filho. E a vontade de serem pais os levou a fazer o pedido para que a Justiça reconhecesse os três como pais de uma criança, em ação inédita defendida pelo escritório Maria Berenice Dias Advogados que teve vitória a favor dos três pais em fevereiro deste ano. Em decisão unânime, a 8ª Câmara do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul reformou a sentença de primeiro grau que indeferiu o pedido. Foi a primeira vez que um tribunal de segunda instância reconheceu a multiparentalidade.




Amorexia: Peça absurda explora o amor e o bizarro em Curitiba

“Desejo”, “Da natureza dos peixes”, “Ferida”, “As Cegas” e trechos de “Vazio” -  são os títulos das cenas inspiradas nas obras do dramaturgo curitibano  Douglas Daronco que conduzem o espetáculo Amorexia – Tragicomédias do amor num cabaré, que reestreia em curta temporada no próximo dia 25 de fevereiro no auditório Salvador de Ferrante, no Teatro Guaíra.



GHB e as drogas que estão matando os gays nas baladas

GHB (Ácido Gama Hidroxibutírico), mais conhecido como Gi, GBL (Ácido Gama Butil-lactona) e 1,4-BD (1,4-butanediol) são drogas que surgiram em festas nos anos 90 e ganharam força na comunidade gay por causar desinibição e aumentar o desejo sexual. Chamado de “ectasy líquido”, o GHB é uma droga sintética que era usada como anestésico e sedativo e teve seu uso abolido por conta dos efeitos colaterais, hoje presente apenas em suplementos de atletas e outros produtos em baixo teor.



Casal militante gay de Curitiba comemora Bodas de Prata

Em 29 de março de 1990, Toni Reis e David Harrad se conheceram em uma estação de trem Londres. Toni, então com 26 anos, vindo de uma família humilde do interior do Paraná, estudante de Línguas na UFPR conheceu David, um inglês de Manchester, 32 anos, sua alma gêmea, e desde então se uniram em uma relação que gerou diversos frutos. Eles fundaram em Curitiba, três anos depois, junto a amigos, o Grupo Dignidade - uma das principais organizações de luta pelos direitos gays no país.




Conheça a história de Milla, o menino trans de 9 anos que está emocionando o mundo

No final de janeiro, os pais de Milla Brown, de apenas 9 anos, de Brisbane, na Austrália, contaram ao mundo a história de seu filho nascido em 2005.  A mãe, Renee Fabish Brown revela que foi motivada a dividir a sua história para ajudar a quebrar as dificuldades de famílias que tem filhos transexuais. O doce Milla hoje é exemplo de como pais comprensivos podem fazer a diferença na vida de um filho ou filha com disforia de gênero. Mas o início foi complicado, a família se uniu, procurou ajuda e viu o que era melhor para o filho.




Páginas