Educação

MEC retira menções a identidade de gênero e orientação sexual da base curricular nacional

O documento com as diretrizes da base de ensino para escolas públicas e particulares do país todo teve uma prévia apresentada aos jornalistas na última terça-feira, 04, onde três trechos faziam menção à identidade de gênero e orientação sexual. Entretanto, no documento protocolado ontem pelo Ministério da Educação, de forma discreta, os trechos haviam sido modificados, excluindo referências à sexualidade e gênero.
 
O documento foi entregue ao Conselho Nacional de Educação e foi oficializado na última quinta-feira, 06.



PSol entra com ADIN no Supremo para garantir combate ao bullying LGBTs nas escolas

O Partido Socialismo e Liberdade, PSOL, por meio do deputado federal Jean Wyllys, entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal para reconhecer a inconstitucionalidade no trato com o bullying LGBTfóbico pelas escolas públicas e particulares e pelo Plano Nacional de Educação. A ação visa conquistar o apoio do STF para que as instituições sejam obrigadas a coibir o bullying contra crianças e jovens gays, lésbicas, travestis, transexuais, bissexuais, negros e mulheres.



Prêmio reconhece trabalhos educativos para a Diversidade em todo o Brasil

Em comemoração aos 25 anos do Grupo Dignidade, a ONG premiará 11 iniciativas na noite do próximo dia 17 de março, em Curitiba. O Prêmio Educando para o Respeito à Diversidade selecionou iniciativas de todo o país que incentivam o debate sobre gênero, sexualidade e diversidade. A expressão de ordem é o respeito no ambiente educacional brasileiro. A premiação acontecerá na Sociedade Thalia e conta com parceria do Instituto Brasileiro de Diversidade Sexual (IBDSEX).
 
Em sua terceira edição, o evento contará com mais de 300 espectadores.



Curitiba recebe autoridade em bullying homofóbico para curso com educadores e militantes

Aos cuidados do Instituto Brasileiro de Diversidade Sexual, o consultor holandês Peter Dankmeijer, diretor da GALE (Rede Global de Educadores em Diversidade) e fudandor da EduDivers, vem a Curitiba para ministrar o curso Educando para a Diversidade, de capacitação sobre diversidade sexual para professores, profissionais da educação e militantes. De 13 a 17 de março, o encontro presencial acontece na Sede da OAB, no Centro de Curitiba, totalizando 40 horas obrigatórias de curso.



Banheiros de tradicional universidade de São Paulo aparecem pichados com frases homofóbicas

A Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, foi palco de um ato de vandalismo com mensagens homofóbicas e machistas. As portas e paredes das cabines dos banheiros do prédio de Direito e Engenharia apareceram com dizeres como “Gay não é gente. Fora do Mackenzie” e “Viado e Feminista no Mack não”, além de apoio ao deputado Jair Bolsonaro para presidente, no dia 22 de fevereiro.



Blocos evitam músicas e marchinhas de Carnaval homofóbicas e machistas em nome do respeito

O Carnaval brasileiro é famoso por ser um tempo onde tudo é permitido, tudo é liberado. Como apresenta o antropólogo James Green em sua obra “Além do Carnaval”, esta é a única época do ano onde se é permitido ser, independente do que for. Entretanto, há uma recente e importante preocupação com o combate ao machismo e a homofobia nas marchinhas de Carnaval.



História real de aprendizado de professor com aluna trans vira e-book Uma Questão de Jeito

 
Luiz era um professor da rede pública que sempre ensinou voltado para os alunos com maior facilidade de aprendizado. Quando se deparou com a verdade de estar deixando de lado os alunos menos favorecidos, decidiu encarar novos desafios. Foi no seu primeiro dia de aula como professor substituto numa escola nova, que Luiz conheceu Clara, uma estudante transexual que desafiava tudo e todos para se impor com respeito.



Câmara de Curitiba irá rever utilidade pública de Ong LGBT

Depois de negar no início deste mês o pedido de utilidade pública da ONG Instituto  Brasileiro de Diversidade Sexual, IBDSEX – Instituto Dignidade, a Câmara dos Vereadores de Curitiba irá rever nesta quarta-feira um requerimento que questiona a validade da decisão. Isso porque  na votação em segundo turno do dia 6 de setembro, a matéria foi retirada de pauta por 25 sessões, após pressão da bancada evangélica.  



Conselho de Educação do Paraná aprova uso de nome social para estudantes trans menores de 18 anos

Em agosto de 2013, o Grupo Dignidade entrou com um pedido formal no Conselho Estadual de Educação do Paraná (CEE-PR) para que pessoas trans pudessem fazer uso do nome social, mesmo se menores de idade. Apesar de uma normativa estadual de 2009 garantir o uso do nome social apenas para maiores de 18 anos, o grupo entendeu que a medida não protegia quem mais precisava do nome social: transexuais estudantes do ensino médio.



Professor carioca desmonta estereótipos no meio da aula ao ser perguntado se era gay

O professor de sociologia Vitor Fernandes, 30 anos, dava uma aula e falava de antropologia em uma CIEP para alunos do 1º ano, no bairro de Inhoaíba, na cidade do Rio de Janeiro, quando foi perguntado por uma das alunas se era homossexual. A resposta do professor virou destaque na internet no mês passado e chegou a ser acusado de pregar a “teoria de gênero”, criação das pessoas que são contra a desconstrução do machismo e definição fechada de gêneros.




Infância de LGBTs é tema de documentário “Ser criança...”

Para o dia das Crianças, o coletivo NÓS2, fundado pelos namorados Theo Borges e Ricardo Puppe, lançou o documentário “Ser criança...”, com histórias de pessoas convidadas a revisitar suas memórias, fotos e emoções da infância. São quatro histórias de tempos e realidades diferentes. Cenários e construções que revelam a diversidade e a complexidade da infância, e as especificidades que uma criança lésbica, gay, bissexual e travesti, tem de lidar. A premiada dupla assina ainda o documentário "Nosso Amor Existe", com depoimento de pais homossexuais.



Segunda edição online da CONADS está com inscrição aberta

Com o objetivo de abrir mentes, o 2º Congresso Nacional Online sobre Diversidade Sexual e Gênero está com inscrições abertas no seu site. De 01 a 07 de novembro, palestrantes transformacionais vão falar sobre aceitação e superação de lésbicas, gays, travestis, transexuais e bissexuais. O foco do segundo evento é orientar a própria população LGBT sobre processos de conquistas pessoais. A inscrição é gratuita.
 
Ao todo, são 56 palestrantes de diversas áreas: psicologia, feminismo, ativismo, direito, educação, coaches, jornalismo, cultura e até youtubers.



Alunos protestam a proibição a beijo gay em escola de Brasília

A homofobia começa em casa, mas, muitas vezes, continua na escola. A máxima é concretizadas por ações como a do colégio particular Sigma, no Distrito Federal, que advertiu um estudante por estar se beijando com outro garoto em frente ao colégio. O aluno teria sido chamado na coordenação da escola e advertido. A direção diz que não foi um ato de homofobia, mas que a ação foi tomada por conta dos exageros entre os dois estudantes.



Páginas