sp

PMs agridem travestis e ridicularizam clientes em região nobre de São Paulo

As travestis que fazem ponto próximo ao Jockey Club da Avenida Lineu de Paula Machado, em São Paulo, denunciam que policiais militares estão as coagindo e vestindo seus clientes de mulher. Os oficiais que são contratados para fazer a segurança particular do local, cheia de mansões e frequentados pela alta sociedade, ainda fotografaram os clientes das travestis e fazem chantagens. Os policiais são contratados de forma irregular, e recebem até R$ 5 mil reais para eliminar as profissionais do local mesmo com o uso de violência. 



Peça polêmica Bug Chaser - Coração Purpurinado volta a ser exibida em São Paulo

Após um mês de exibição entre os meses de julho e agosto, a peça Bug Chaser – Coração Purpurinado terá nova temporada a partir de amanhã, 4 de outubro, no Teatro do Núcleo Experimental, em São Paulo.
 
A peça conta a história de Mark (interpretado por Ricardo Corrêa – que também assina a dramaturgia), um homem que está em quarentena sendo analisado por um programa de inteligência artificial.



Pegação: bar só para homens é tendência no Rio e em São Paulo

Uma nova tendência de bar gay está surgindo no Brasil: os que você pode, digamos, ficar mais a vontade, livre para fazer o que quiser. Exemplo disso, é o Seven Cruising Bar, que já possuía uma unidade no Rio de Janeiro, e que agora chega também em São Paulo e tem projeto de abrir mais um endereço em São Paulo. O estilo já é famoso lá fora desde sempre mas por aqui a preferência era pelas saunas.



Peça "Nossa Senhora das Transexuais" traz atriz trans curitibana

A atriz curitibana Maitê Schneider está confimada no elenco de "Nossa Senhora das Transexuais", peça teatral com lançamento previsto em São Paulo, para o segundo semestre de 2017. Além de Maitê, que recentemente se mudou para a capital paulista, o espetáculo com direção de Fabricio Castro terá um grande elenco composto por Bruna de Moraes, Deborah Graça, Juan Manuel Tellategui, Luiz Luccas, Mariana França, Zenaide Denardi e Maura Ferreira.



Jovem gay é agredido por seguranças em show sertanejo no litoral de São Paulo

Nilvã Lucena, 23, afirmou ter sido agredido em uma casa de shows durante uma apresentação sertaneja, em Peruíbe, litoral de São Paulo. A violência aconteceu no dia 10 de setembro, domingo, antes do show da dupla Jorge e Mateus. O rapaz que trabalha como atendente de caixa, informou que os seguranças do estabelecimento são responsáveis pela ação e tentaram expulsá-lo do local sem nenhum motivo. A hostilidade sofrida pela vítima foi de cunho homofóbico, conforme declarou o rapaz em entrevista ao site da G1.



Peça sobre conto de fadas brasileiro em que a princesa se apaixona por uma costureira gera polêmica

A prefeitura da cidade de Jundiaí, em São Paulo, causou polêmica ao apresentar a programação da Semana da Diversidade Sexual de Jundiaí. Isso porque no meio da lista de apresentações está a peça teatral “A princesa e a costureira”, a qual narra a história de amor entre duas mulheres. A polêmica surgiu quando o site “Gospel Prime – o cristão bem informado” publicou a notícia de que a cidade estava promovendo um conto de fadas gay para crianças. Após essa matéria, republicada por diversos veículos de comunicação, o grupo Jundiaí Pela Vida fez uma petição para barrar a peça.



Soldado denuncia em vídeo homofobia dentro de quartel da PM em SP

O soldado da Polícia Militar Adriell Rodrigues Alves Costa, 35 anos, em vídeo, como seu último recurso, afirma ser vítima de assédio moral, homofobia e tortura psicológica e física dentro do 39º Batalhão da Polícia Militar, em São Vicente, no litoral de São Paulo.  No vídeo divulgado na semana passada, ele diz "temer pela vida", e que, apesar das enumeras denúncias ao comando e corregedoria, nada foi feito. Segundo ele, apenas ignoraram seu apelo e, em forma de desespero, ele resolveu gravar o vídeo e publicar na internet para que alguma medida fosse tomada.  




BDSM é pauta no Museu da Diversidade em São Paulo

O dia 24 de julho é o Dia Internacional do BDSM ("Bondage, Dominação, Sadismo e Masoquismo") e, por este motivo, o Museu da Diversidade de São Paulo promove duas mesas redondas gratuitas e abertas ao público sobre o tema. A data foi criada em 2003, pelo clube fetichista Rosa5, em Barcelona, e não foi escolhida em vão. A data tem o símbolo 24/7, que representa a submissão 24 horas por dia, 7 dias por semana.
 
A ocasião é uma oportunidade para combater o preconceito, desmitificar a cultura e libertar padrões relacionados ao BDSM.



Parada do Orgulho LGBT de São Paulo se renova e mostra a importância de ir para a rua

Com o lema "Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todas e todos por um estado laico", a 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo reuniu uma gama de artistas e mais de 3 milhões de pessoas na Avenida Paulista neste domingo. O evento que a cada ano conta com mais empresas apoiando atraiu milhares de turistas para a capital paulista e chamou atenção para um tema de grande importância: o respeito. A religião é apontada como uma das maiores fontes de preconceito homofóbico e por isso foi a pauta escolhida como tema para este ano.



Espetáculo LGBT segue em nova temporada na Augusta

Depois da estréia em novembro, a peça Bruta Flor narra a relação de Lucas e Miguel. O espetáculo fez tanto sucesso que ganhou uma nova temporada, agora no Teatro da Augusta, que começou na semana passada. Os lindos, Pedro Lemos e Fabio Rhoden dividem cena com Erika Farias e Walkiria Ribeiro. A direção fica por conta do ator global Márcio Rosário.



Unicorns Futebol Clube, time gay de São Paulo, completa dois anos

Em 2015, um grupo de amigos gays que gostava de futebol, mas se sentia de certa forma intimidado ao jogar com heterossexuais, decidiu criar um time destinado exclusivamente para homens gays que gostam de se divertir jogando futebol, independente do nível de talento. Assim foi fundado o Unicorns Futebol Clube na Zona Sul de São Paulo, em Ipiranga. O time já está completando dois anos e sempre recebe pessoas novas. 
 
Ao total, são cerca de 50 integrantes que participam dos treinos e jogos.



Ensaio aborda Carnaval de rua em São Paulo e as vivências LGBT na cidade

Um casamento homoafetivo em um trio elétrico no meio do Carnaval de São Paulo e um debate sobre o Carnaval de rua e as vivências LGBTs em sampa, ambos promovidos pela marca Ben & Jerry’s, motivaram a criação de um ensaio bastante intimista sobre a temática. “CARNAVAL E LGBT: problemas e potências - um ensaio sobre diferentes vivências LGBT no feriado mais celebrado do Brasil” é o título do texto, de 17 páginas, que traz a perspectiva de um homem trans, uma mulher trans, uma mulher cis negra e bissexual de Parelheiros, uma drag militante e uma bicha gorda.



Banheiros de tradicional universidade de São Paulo aparecem pichados com frases homofóbicas

A Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, foi palco de um ato de vandalismo com mensagens homofóbicas e machistas. As portas e paredes das cabines dos banheiros do prédio de Direito e Engenharia apareceram com dizeres como “Gay não é gente. Fora do Mackenzie” e “Viado e Feminista no Mack não”, além de apoio ao deputado Jair Bolsonaro para presidente, no dia 22 de fevereiro.



São Paulo recebe conferência internacional sobre gênero e sexualidade

A 2ª Conferência Internacional [SSex BBox] e Mix Brasil é um encontro de pesquisadores, ativistas, artistas, trabalhadores sexuais e pessoas que vivenciam questões relativas ao gênero e à sexualidade fora da caixa. O evento é aberto para todas as pessoas e propõe discutir e interligar as linguagens acadêmica, artística e popular em relação ao tema LGBTQIA+, com foco no enfrentamento ao preconceito, discriminação e violência causada pela homo/lesbo/bi/transfobia.



Páginas