Arquivo

Curitiba ganha Grupo de Pais Homossexuais

Redação Lado A 28 de Agosto, 2008 21h30m

COMPARTILHAR


As dificuldades de pais e mães homossexuais ganham espaço para discussão em Curitiba, dentro do Grupo Dignidade. Angelita Lima (foto), lésbica, 38 anos, mãe de um menino de 9 anos de idade, é quem organiza a idéia de se criar um local para se discutir as dificuldades na educação dos filhos, melhor abordagem e como contar que os pais são homossexuais. O grupo tem ainda a participação de Marise Felix, do GPH, Grupo de Pais de Homossexuais, que deve ampliar a discussão para os pais de filhos homossexuais. Oficinas e palestras quinzenais estão previstas como forma de quebrar o gelo e facilitar a troca de experiências.

Angelita conta que em 2005, quando foi participar da Parada da Diversidade, resolveu contar ao filho de sua orientação sexual, pois não tinha com quem deixá-lo. O garoto, então com 6 anos de idade, ficou sabendo pela sua mãe que ela gostava de mulheres e reagiu tão bem ao ponto de falar na semana seguinte no colégio que “ele não era mas sua mãe era gay” quando um dos coleguinhas o chamou de gay pelo fato de ele ter ido na Parada Gay. A auxiliar administrativa diz que hoje o filho até fala que não tem padrasto mas tem duas mães, se referindo à sua companheira, com quem vive. O pai do menino também sabe da orientação sexual de sua ex-esposa e embora demonstre preocupação com o filho, apóia educação sem preconceitos que a criança recebe, segundo Angelita.

A primeira reunião do grupo está marcada para o dia 12 de setembro, às 19h, na sede do Grupo Dignidade em Curitiba. Neste primeiro encontro, que depois será realizado quinzenalmente em outro dia da semana, será apresentada a idéia do grupo e serão registradas as dúvidas e situações mais comuns, a fim de realizar troca de experiências.

Segundo Angelita, é preciso responder às perguntas dos filhos, e fazê-los compreender que a família é diferente, principalmente pelo preconceito que será preciso encarar. Um dos temas que deve ser debatido será a cobrança interna exagerada de pais homossexuais que buscam provar que são capazes de educar seus filhos: “eu faço de tudo para ser melhor que as outra mães”, cita Angelita.

As reuniões são gratuitas e direcionadas aos pais. Convide os seus pais ou seu companheiro(a), mesmo que você ainda não tenha filhos, pois informação nunca é demais. Mais detalhes pelos fones: 41 3222-3999 (Grupo Dignidade) / 9925-2951 (Angelita)


Grupo Dignidade: Av. Marechal Floriano Peixoto, nº366, sala 46 – em frente à Praça Carlos Gomes)

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS