Arquivo

Brasil aceita como refugiado iraniano gay de 29 anos

Redação Lado A 01 de Junho, 2010 19h36m

COMPARTILHAR


O Ministério da Justiça, por meio do Comitê Nacional para Refugiados (Conare), concedeu na semana passada, no dia 21, o status de refugiado a um iraniano de 29 anos que fugiu para o Brasil em dezembro do ano passado. O rapaz era persegudi em seu país por protestar contra as eleições que deram novo mandato ao presidente Mahmoud Ahmadinejad. Ao descobrirem que era homosexual, ele e sua família passaram a ser perseguidos.


Em junho do ano passado, o jovem participou de manifestações políticas e foi acusado de traição à pátria. Ao ter sua residência vasculhada, descobriram que ele era homossexual, o que é considerado crime segundo a Sharia, lei islâmica vigente no regime dos aiatolás desde a década de 80. Sua irmã, que teria sido espancada, já saiu do país. O governo o procura agora também por ser homossexual. Se condenado, ele pode ser morto a pedradas, como manda a lei islâmica.


Seu namorado, de 23 anos, vive hoje no Canadá, como refugiado. Em novembro, ele chegou a ser detido ao chegar ao Brasil e quase foi deportado de volta ao seu país por falta de visto.  Ele ficou mais de uma semana detido, sem se comunicar com as autoridades brasileiras e fez uma greve de fome no aeroporto. O ministro de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi ao saber da prisão por meio de uma ONG gay paulista, libertou o iraniano, depois de 17 dias.


Sem dinheiro e amigos, sua conta bancária foi confiscada pelo governo de Teraã, ele contou com a solidariedade de grupos como a ONG Edson Neris, que acompanhou e denunciou seu caso, e da Cáritas, da Arquidiocese de São Paulo – grupo católico ligado à ONU que presta atenção aos refugiados..

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR


COMENTÁRIOS