Arquivo

Assassinato de haitiano em SC ocorreu depois de ato de homofobia

Redação Lado A 21 de Outubro, 2015 04h18m

COMPARTILHAR

TAGS


O haitiano Fetiere Sterlin, 33 anos, morto na noite do último sábado em Navegantes, Santa Catarina, ocorreu depois de ele revidar um xingamento em que foi chamado de “masisi”, ou homossexual em língua crioula. O imigrante, que estava acompanhado de sua companheira brasileira e outros quatro amigos haitianos, respondeu ao “xingamento”, dizendo que gays eram os rapazes, que estavam de bicicleta.

Os garotos juraram o homem de morte e em 10 minutos voltaram em um grupo maior. Agora em 10 pessoas, todos supostamente menores, os agressores partiram para cima do homem que foi morto a facadas e a golpes de pás e pedaços de ferro. O grupo ainda roubou o celular do homem.  

A polícia trabalha com a hipótese de crime de ódio, por xenofobia. Um adolescente de 16 anos que deu entrada em um hospital foi identificado pela companheira do haitiano como um dos agressores. O homem trabalhava como isolador naval em um estaleiro da cidade e o crime chamou a atenção em todo o país por conta da brutalidade e racismo.

 

 
Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS