Arquivo

Gaymada no Piauí ganha apoio da OAB-PI depois de comentário homofóbico de advogada

Redação Lado A 25 de Fevereiro, 2016 17h41m

A tarde do último sábado, 20, foi de muita luta e visibilidade no Parque Potycabana, em Teresina, capital do Piauí. A comunidade LGBTQ local se reuniu para a segunda edição local da Gaymada, que tem ganhado adeptos no país todo.  O esporte é a mesma queimada de sempre, onde os jogadores precisam acertar os do outro time com uma bola de borracha, só que dessa vez, toda forma de diversidade é celebrada e incentivada. Cerca de 500 pessoas, entre drag queens, travestis, gays, lésbicas e transexuais ajudaram a fazer o evento ficar maior e mais colorido. Só que nem todo mundo entende isso e acaba desdenhando com preconceito, como foi o caso da advogada Rubenita Lessa.
 
O torneio reuniu 24 times com os mais diversos nomes: Facção da Barbbie, Zica Virgens, As Furiosas, Lindas de rosto, Panteras Pinks etc. Segundo o organizador do evento, Victor Koslowski, em entrevista ao portal G1, o mais bonito foi ver a arquibancada do parque lotar durante boa parte do dia, além de os espectadores terem apreciado o evento e trocado uma boa dose de gargalhadas. Sobre a representatividade do evento, Victor declarou: “O interessante de fazer um evento como esse na Potycabana é que isso amplia a discussão sobre a discriminação sobre a LGBT, já que é um local muito visitado por todas as classe sociais. Com isso, o debate sobre a discriminação aumenta”.
 
Entretanto, logo depois, a advogada Rubenita Lessa endossou o coro homofóbico que vai contra à comunidade ao dizer que essa é uma tentativa “horrível” e “deplorável” por acreditar que é “triste homem querer ser mulher e mulher querer ser homem”. Ela aponta ainda que o evento traz cenas e atitudes que ferem a moral das famílias tradicionais e não devem ser assistidos por crianças e adolescentes. 
 
O advogado Hemerson Daniel entrou com um pedido na OAB-PI de retratação por parte da advogada homofóbica. Em resposta, a entidade, junto da Secretaria dos Direitos Humanos, convidou membros da sociedade LGBTQ organizada para uma reunião em sua sede, onde foi firmada uma parceria para a criação de informativos sobre os direitos e deveres das pessoas do grupo, além de a OAB ter cedido o espaço do Clube dos Advogados para a realização da 3ª Edição da Gaymada.
Confira o comentário da advogada:

 

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS