Arquivo importado

Novela de Aguinaldo Silva terá serial killer gay apaixonado por personagem de Cauã Reymond

Redação Lado A10 de Janeiro, 201822h01m

COMPARTILHAR

TAGS


Autor de tramas de sucesso como “Senhora do Destino” e “Fina Estampa”, Aguinaldo Silva sempre coloca um personagem LGBT em suas histórias. Em sua nova novela, “O Sétimo Guardião”, o escritor promete causar ruído com um personagem serial killer homossexual. 

A novela está prevista para estrear em novembro de 2018, no horário das 21 horas. O ator Marco Pigossi, que  já viveu um homossexual em “Caras e Bocas”, em 2009, está escalado para o papel de serial killer gay em “O Sétimo Guardião”. 
Na trama, Daniel, personagem de Marco pigossi, será um indivíduo frio e sem escrúpulos, que seduz outros homens para matá-los cruelmente após o ato sexual, em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais. Apaixonado por Adriano, o mocinho da trama e personagem de Cauâ Reymond, o assassino perseguirá seu amado na tentativa de seduzi-lo. Adriano não será morto pelo serial killer pois despertará no assassino uma enorme admiração. 
 
“É o auxiliar da vilã, um perfumista que fabrica essências. E ele é um gay do mal. Isso provoca polêmica”, contou o autor Aguinaldo Silva sobre o personagem. Para o escritor, o público gay não gosta quando alguma trama apresenta um homossexual de má índole, pois acreditam que esta é uma forma preconceituosa de representar os homossexuais na televisão. “Não gostam de ser tratados de forma preconceituosa, mas o são. Acham que todo gay tem que ser do bem, e não é assim. Antes do gênero, são pessoas, que podem ser boas, más… Tem que romper com essas coisas”, disse Aguinaldo.
 
 
Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS