Arquivo importado

Ator pornô brasileiro Eduardo Picasso é conhecido como “o maior de todos”

Redação Lado A 15 de Janeiro, 2018 11h07m

COMPARTILHAR

TAGS


Conhecido como Edu Picasso, de 25 anos, natural de Cabo Frio viveu uma reviravolta quando decidiu gravar filmes pornográficos. Eduardo conta que vivia uma vida pacata em sua cidade quando decidiu que precisava fazer algo diferente há três anos. Ao viajar para a cidade do Rio de Janeiro, o ator foi convidado por um amigo para frequentar uma sauna. Em meio a vários outros homens Eduardo chamou atenção dos presentes quando, ao tomar banho, foi constantemente observado devido ao tamanho de sua genitália, que tem 30 cm de comprimento.
“Chamei muita atenção. Fiquei assustado, sem entender. Eu sabia que era dotado, mas não sabia que era coisa quase de outro mundo”, disse. Ao sair da sauna, Eduardo conversava com um grupo de amigos quando foi convidado para participar de um filme pornô. Um produtor de filmes adultos  se aproximou e comentou sobre o membro avantajado do ator e perguntou se ele já tinha pensado em fazer filme pornô. Admirado, Eduardo apenas trocou contatos com o produtor que mais tarde o apresentou para a produtora de filmes gays “Hot Boys”, que lançaria Eduardo do acaso para estrelar filmes no exterior.
Para começar as gravações, as primeiras filmagens foram feitas sem mostrar o rosto de Eduardo. A proposta de fazer filmes com amplas filmagens exibindo a identidade do ator apareceu logo depois e Eduardo precisou então contar para a família. O momento que seria tenso foi na realidade aceito. A família do ator ficou supresa num primeiro momento, mas depois não interferiram nas decisões de Eduardo, pois “não ia adiantar falarem “não faz”, porque eu iria fazer”.

Logo após a gravação do primeiro filme mostrando o rosto, Eduardo não parou mais. Um ano depois foi convidado para gravações na Europa, onde recebeu mais convites pra diversas produções que foram muito repercutidas. O ator se encontrava supreso com as mudanças repentinas em sua vida. Com a chegada do sucesso e a divulgação de sua imagem, começaram a aparecer as críticas. “Perdi alguns contatos de pessoas que se afastaram e agora, com o sucesso, tentam voltar”, disse o ator. Uma das dificuldades, segundo Eduardo, é humanizar a profissão de ator pornô. O ator mencionou que diversas pessoas olham com preconceito, como se o fato de gravar filmes de sexo o fizesse inferior aos outros. Por outro lado, Eduardo comemora a interação com pessoas promissoras e interessantes, e diz estar feliz com a mudança que a indústria pornô proporcionou em sua vida. “Conheci outros ares, pessoas maravilhosas. Tenho uma estabilidade de vida, aprendi muito a amadurecer. Eu não tenho do que reclamar”.

Atualmente o ator trabalha para a famosa produtor Tim Tales e, apesar do corpo magrinho, recebeu o apelido de “The Biggest”, o maior de todos.

Confira os vídeos do ator no Youtube: 
Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS