Depiladora brasileira é processada no Canadá por se negar a atender cliente trans

Redação Lado A 23 de Julho, 2019 12h03m

COMPARTILHAR

TAGS


A transexual canadense Jessica Yaniv processou um salão de beleza no Canadá. O motivo foi que a proprietária do estabelecimento, a brasileira Márcia da Silva, teria se recusado a atendê-la. Ao solicitar o serviço pela internet, através de um anúncio de Facebook, Yaniv recebeu uma negativa. A justificativa do salão foi de que o estabelecimento só atende mulheres.

“Neonazista”, disse Jessica para Márcia Silva durante uma confusão no tribunal. Além disso, a transexual teria continuado a insultar a proprietária do salão através das redes sociais. Na página do estabelecimento, Jessica postou que Silva não pode escolher suas clientes. “Eu não sou um homem. Sou uma mulher transexual”. Yaniv ainda chamou a atitude de “transfobia gritante”.

Em sua defesa, Márcia disse que ao combinar a depilação com Yaniv, recebeu uma foto da mulher se dizendo transexual. O marido da dona do salão teria se incomodado com a ideia da esposa depilar uma genital masculina. Além disso, a proprietária disse que também não tem experiência com depilação em genitais masculinas.

Processo

Jessica Yaniv entrou com um processo contra Márcia Silva. O Tribunal de Direitos Humanos, em Vancouver, acatou a denúncia. Por outro lado, o advogado de Márcia da Silva, Jay Cameron, justificou a atitude de sua cliente. De acordo com Cameron, o salão funciona nas dependências da casa da mulher. Por isso, sua família é receosa com as pessoas que frequentam o local. Segundo Márcia, qualquer pessoa tem o direito de decidir quem entra em sua casa.

Durante a audiência no dia 17 de julho, os ânimos se alteraram. A juíza Devyn Cousineau precisou por diversas vezes apaziguar as brigas.  Por outro lado, Márcia disse que só considera transexual as mulheres que fazem cirurgia de redesignação sexual, o que causou ainda mais discussão. A audiência foi suspensa e será remarcada. Enquanto isso, Yaniv participará de outras conciliações pois já processou inúmeros salões de beleza.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMPARTILHAR

TAGS


COMENTÁRIOS