Jair Bolsonaro nos EUA: Homofobia, ideologia de gênero e conservadorismo

Redação Lado A 19 de Março, 2019 10h33m

Em sua visita aos EUA, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) concedeu algumas entrevistas para jornalistas locais. Em uma de suas participações, ele falou sobre homossexuais, ideologia de gênero e sobre a Bíblia. A última entrevista aconteceu nesta segunda-feira, 18 de março, sendo transmitida ao Brasil na madrugada de terça.

Bolsonaro foi entrevistado pela jornalista Shannon Bream, do canal Fox News. Bream começou a entrevista apresentando Jair Bolsonaro como presidente do Brasil e comentando sobre seus posicionamentos conservadores. Dentre uma das características do presidente citadas pela jornalista, constou que ele já fez comentários depreciativos, principalmente com relação à comunidade LGBTI+ e aos próprios americanos.

Em sua defesa, Bolsonaro diz que, devido a onda de fake news no Brasil, seus comentários foram veiculados fora de contexto. Além disso, ele aproveitou para criticar a imprensa brasileira dizendo que nem a população confia mais no jornalismo do país.

Em outro trecho da entrevista com Shannon Bream, Bolsonaro citou a comunidade LGBT. Famoso por ser declaradamente homofóbico, o presidente defendeu a família tradicional brasileira. De acordo com Bolsonaro, o modelo de família ideal é apenas o que está amparado pela Bíblia, isto é, o modelo heterossexual.  Depois, Bolsonaro disse que não tem nada contra homossexuais e mulheres, mas que quer “ter a casa em ordem”. Ele finalizou dizendo que não se importa com quem deseja seguir uma relação homossexual mas que não se deve levar isso para a escola e ensinar crianças. Para justificar que não é preconceituoso, Bolsonaro argumentou que, se assim fosse, não teria sido eleito presidente.

Ideologia de gênero

Em outra ocasião nos EUA, Bolsonaro criticou a “ideologia de gênero”. Sua campanha no Brasil se baseou em fake news que espalhavam que a “ideologia de gênero” estava prestes a entrar nas escolas e doutrinar crianças. Por outro lado, o termo é uma forma totalmente equivocada de se referir aos estudos sobre gênero e sexualidade.

Também nesta segunda-feira, Bolsonaro fez a sua primeira fala nos EUA. Primeiramente, ele declarou seu apoio às parcerias comerciais entre EUA e Brasil, contrariando seu slogan de campanha patriota. Depois de falar sobre ideologia de gênero nesse mesmo evento, ele disse ainda não acreditar no “politicamente correto”.

Por fim, Bolsonaro ainda fez piada com homofobia. Ele se referiu ao seu ministro da economia, Paulo Guedes, com muitos elogios. De acordo com Bolsonaro, ao conhecer o ministro da economia, “foi amor a primeira vista”. Em seguida, o presidente logo corrigiu que o amor a primeira vista foi na questão de economia, e completou dizendo que não é homofóbico.

Redação Lado A

SOBRE O AUTOR

Redação Lado A

A Revista Lado A é a mais antiga revista impressa voltada ao público LGBT do Brasil, foi fundada em Curitiba, em 2005, pelo jornalista Allan Johan e venceu diversos prêmios. Curta nossa página no Facebook: http://www.fb.com/revistaladoa

Banner Marcação 1000x220

COMENTÁRIOS